Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/35754
Título: Avaliação da suscetibilidade à rutura e propagação de fluxos de detritos na bacia hidrográfica do Rio Zêzere (Serra da Estrela, Portugal)
Outros títulos: Debris-flow failure and run-out susceptibility assessment in the Zêzere River basin (Serra da Estrela, Portugal)
Autor: Melo, Raquel
Zêzere, José Luís
Palavras-chave: Fluxos de Detritos
Suscetibilidade à Rutura
Avaliação da Propagação
Data: 2017
Editora: União da Geomorfologia Brasileira
Citação: Melo, R., & Zezere, J. L. (2017). Debris-flow failure and run-out susceptibility assessment in the Zezere River basin (Serra da Estrela, Portugal). Revista brasileira de geomorfologia, 18(1), 81–106. https://doi.org/10.20502/rbg.v18i1.985
Resumo: Na avaliação da suscetibilidade a movimentos de vertente, a cartografi a produzida deverá integrar não só as áreas de iniciação do movimento, como também aquelas potencialmente atingidas pelo material mobilizado. Este objetivo é alcançado através da separação da análise da suscetibilidade em duas componentes distintas: (i) a primeira componente, que é também a mais explorada na literatura, corresponde à modelação das áreas de iniciação do movimento; (ii) a segunda componente refere-se à modelação das respetivas áreas de propagação, utilizando, como input, os mapas com a delimitação das potenciais áreas de rutura. Neste trabalho é feita a avaliação da suscetibilidade à ocorrência de fl uxos de detritos na bacia hidrográfi ca do rio Zêzere (Serra da Estrela, Portugal). Para a identifi cação das potenciais áreas de rutura recorreu-se a um método estatístico bivariado (Valor Informativo) e a simulação das áreas afetadas pela passagem e deposição do material transportado foi sustentada por um algoritmo hidrológico simples (D-infi nity downslope infl uence). A área abaixo da curva (AUC), determinada no âmbito da validação dos modelos de Valor Informativo, apresenta valores compreendidos entre 0,94 e 0,96, o que indica uma excelente capacidade preditiva. As variáveis preditivas com maior relevância na ocorrência de áreas de rutura de fl uxos de detritos correspondem às áreas ardidas em 2005, declives superiores a 30°, espessura do solo inferior a 75 cm e perfi l transversal côncavo. Na validação do modelo de propagação do material mobilizado, a partir das 36 áreas de rutura que constituem o inventário de movimentos, obteve-se uma taxa de verdadeiros positivos de 80,5%, o que refl ete um bom desempenho do modelo.
In the framework of the landslide susceptibility assessment the maps produced should not only include the landslide initiation areas, but also those potentially aff ected by the mobilized material. To achieve this purpose the susceptibility analysis must be separated in two distinct components: (i) the fi rst one, which is also the most discussed in the literature, deals with the susceptibility to failure; (ii) the second component refers to the run-out modeling using the initiation areas as an input. Therefore, this research presents the debris-fl ow susceptibility assessment in the Zêzere river basin (Serra da Estrela, Portugal). The debris-fl ow initiation areas are modeled using a bivariate statistical method (Information Value) and the run-out areas are simulated using a simple hydrological algorithm (D-infi nity downslope infl uence). The Area Under the Curve (AUC) determined for the Information Value models ranges from 0.94 to 0.96, which refl ect an excellent predictive capability. The most relevant predictor variables are: burned areas, slope above 30º, soil depth less than 75 cm and concave plan curvatures. The run-out modeling of the 36 ruptures areas included in the debris fl ow inventory delivered a true positive rate of 80.5%, refl ecting a good performance of the model.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10451/35754
DOI: 10.20502/rbg.v18i1.985
ISSN: 2236-5664
Versão do Editor: http://www.lsie.unb.br/rbg/index.php/rbg/article/view/985/585
Aparece nas colecções:IGOT - Artigos em Revistas Internacionais

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Melo Raquel_2017.pdf1,96 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.