Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Ciências (FC) >
FC - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/3587

Título: Um olhar crítico sobre as politicas educativas e o ensino secundário de Química em dois extremos geográficos da Europa: Portugal e Grécia
Autor: Chaves, Leilda dos Santos
Orientador: Freire, Ana Maria, 1947-
Palavras-chave: Currículo
Ensino secundário
Reformas educacionais e curriculares
Expectativas dos professores
Orientações curriculares
Teses de mestrado - 2010
Issue Date: 2010
Resumo: Este trabalho é resultado de uma investigação realizada durante o ano de 2009 em Portugal e Grécia no ensino secundário. O objectivo deste estudo é elucidar o currículo que tem se efectivado no quotidiano do ensino de Ciências(Química) no ensino secundário das escolas públicas destes dois países, confrontando-o com os documentos curriculares oficiais. O estudo faz um histórico do desenvolvimento das politicas educativas de Portugal e Grécia, e as inúmeras reformas de sistemas e curriculares no ensino de ciências no secundário até os dias contemporâneos . O trabalho investigativo (empírico) fundamentou-se na concepção das expectativas dos professores em relação as orientações curriculares actuais para o ensino de Química, utilizando como instrumento de investigação a entrevista com professores de química no ensino secundário de escolas publicas (4 professores; 2 Gregos e 2 Portugueses), com questões semi-estruturadas. Procurou-se perceber a visão acerca das orientações curriculares contidas nos documentos oficiais, e a realidade escolar quotidiana. Verificou-se que as políticas educativas destes dois países estiveram e ainda continuam comprometidas com um projecto neo-conservador de sociedade. As dificuldades organizacionais das escolas impedem de certo modo a implementação das orientações curriculares exigidas pelos seus governos. Porém este não é o único problema, a falta de materiais para aulas experimentais e a deficiente formação dos professores, revelam o real quadro das escolas gregas e portuguesas. No entanto, apesar das dificuldades e limitações, constatou-se que as inovações nas práticas lectivas e reformas curriculares acontecem mais por algumas iniciativas dos professores no sentido de superar esse quadro de crise vivido pela instituição pública de ensino, do que iniciativa e comprometimento das politicas educativas desses governos. Percebeu-se que, para os professores, as reformas curriculares estão sendo feitas de forma imposta, tendo que assimila-las muito rapidamente. Os professores queixam de muito trabalho burocrático, e, além disso, não têm o apoio da escola para inovações pedagógicas. Entre as sugestões enunciadas, recomendamos maior investimento e empenho na formação inicial e continuada dos professores. O conhecimento, as experiências dos professores e o contexto educacional precisam ser levados em conta. Os professores devem estar envolvidos no processo de elaboração das propostas de mudanças no ensino, podendo assim contribuir para a concretizacao das reformas.
This work is a result of research carried out during 2009 in Portugal and Greece in secondary education. The purpose of this study is to elucidate the curriculum that has taken effect in the everyday teaching of Sciences (Chemistry) in secondary schools in these countries, comparing it with the official curriculum documents. This study provides a background on the development of educational policies in Portugal and Greece, and the numerous reforms of systems and curricula in science teaching in secondary education up to recent days. The investigative work (empirical) was based on the conception of the teachers' expectations for the current curriculum guidelines for teaching chemistry, using as a research tool the interview with chemistry teachers (4 teachers, 2 Greeks and 2 Portuguese) in public schools of secondary education, using semi-structured questions. We tried to realize the vision around the curriculum guidelines contained in the official documents, and the school life reality. It was found that the educational policies of these two countries were, and still are, committed to a neo-conservative project for society. The organizational difficulties of the schools, in some way impede the implementation of the curriculum guidelines required by the governments. But this is not the only problem, the lack of teaching materials for experimental lessons and the poor training of the teachers, reveal the real condition of the Greek and Portuguese schools. However, despite the difficulties and limitations, it was found that the innovations in teaching practices and the curriculum reforms, happen more because of some teachers' initiatives to overcome the crisis situation experienced by the public university, than because of initiatives and commitment of educational policies of these governments. It was noticed that, for teachers, the reforms are being made in an imposed manner, having to assimilate them very quickly. The teachers complain about much paperwork, and, moreover, they don't have the school's support for innovative teaching methods. Among the suggestions mentioned, we recommend higher investment and commitment to initial and continuing training of teachers. The knowledge, the experiences of teachers, and the educational context, must be taken into account. The teachers have to be involved in the process of the elaboration of the proposals for changes in education, thus being able to contribute to the implementation of these reforms.
Descrição: Tese de mestrado, Educação (Administração e Organização Educacional), Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2010
URI: http://hdl.handle.net/10451/3587
Appears in Collections:FC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
ulfc055568_tm_Leilda_Chaves.pdf988,4 kBAdobe PDFView/Open
Restrict Access. You can request a copy!
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia