Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Ciências (FC) >
FC - Artigos em Revistas Nacionais >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/3613

Título: Fish assemblages in the seagrass beds at Inhaca Island (Mozambique): cold season
Autor: Almeida, A. J.
Amoedo, L.
Saldanha, L.[1937-1987]
Palavras-chave: Ictiologia
Ecologia das comunidades
Ilha da Inhaca - Moçambique
Issue Date: 2001
Editora: Museu Municipal do Funchal
Citação: Almeida, A. J., Amoedo, L. & Saldanha, L. (2001) - Fish assemblages in the seagrass beds at Inhaca Island (Mozambique): cold season. Bol. Mus. Mun. Funchal, Sup. N.º 6: 111-125
Resumo: The fish communities in the seagrass beds at Inhaca Island (Mozambique) were sampled in three stations during the cold season (July-August 1993). On the whole, 66 species of fishes belonging to 34 families were collected by trawling. Cluster and factorial correspondence analyses showed that the fish community structure was different at the three stations. These structural differences were attributed to the type of seagrass association and to the proximity of mangrove and coral reef areas. Differences between day and night samples attest to the occurrence of marked circadian changes between nocturnal and diurnal components of this seagrass fish community. Carnivorous fishes were dominant both in number and biomass while herbivorous and omnivorous species were less represented in these assemblages.
As comunidades ictiológicas dos fundos de fanerogâmicas da Ilha da Inhaca (Moçambique) foram amostradas em 3 estações durante a estação a estação fria (Julha-Agosto de 1993). No total, 66 espécies de peixes pertencendo a 34 famílias foram colhidas com arrasto. A análise dos dados mostrou que as comunidades ictiológicas tinham estruturas diferentes nas 3 estações. Estas diferenças foram atribuídas ao tipo de associação vegetal e à distância às áreas de coral e de mangal. Diferenças entre as amostragens diurnas e nocturnas atectam a ocorrência de ciclos circadianos marcados e a sua influência nas comunidades. Espécies carnívoras foram dominantes, quer em número, quer em biomassa, em relação às herbívoras e omnívoras.
Descrição: Bol. Mus. Mun. Funchal, Sup. N.º 6: 111-125, 2001
URI: http://hdl.handle.net/10451/3613
ISSN: 0870-3876
Appears in Collections:FC - Artigos em Revistas Nacionais

Files in This Item:

File Description SizeFormat
46_Almeida_2001.pdf104,43 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE