Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/3660
Registo completo
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorNeto, Maria João Baptista,1963--
dc.contributor.authorAdriano, Paulo Jorge Antunes dos Santos-
dc.date.accessioned2011-07-07T15:04:37Z-
dc.date.available2011-07-07T15:04:37Z-
dc.date.issued2010-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10451/3660-
dc.descriptionTese de mestrado, Arte, Património e Teoria do Restauro, Universidade de Lisboa, Faculdade de Letras, 2011por
dc.description.abstractA presente tese tem como objecto de estudo um dos mais enigmáticos edifícios da nossa capital, a Penitenciária Central de Lisboa, actualmente denominada como Estabelecimento Prisional de Lisboa. Condenada pela sua ingrata mas importante função social, a Penitenciária de Lisboa tem sido vítima de um injusto e aparentemente inexplicável, apagamento de memória. Constituindo um marco incontornável no contexto da arquitectura e do sistema penitenciário em Portugal, o nosso objectivo é o de reconstituir o seu percurso e vivências, reabilitando no processo a sua imagem, memória e identidade histórica. Assim, para analisarmos a nossa maior e mais complexa “cidade punitiva” penitenciária, recorremos a uma moderna metodologia de análise globalizante e integrada, abrindo caminhos de pesquisa em várias áreas do Conhecimento. Só assim conseguiremos provar que a antiga Penitenciária de Campolide merece todo o nosso respeito e que a sua existência centenária se traduz num importante legado histórico-patrimonial de elevada importância que urge apreender na sua amplitude e preservar.por
dc.description.abstractAbstract: The present thesis focus on one of the most enigmatic buildings of our capital, the Central Penitentiary of Lisbon, nowadays known as Estabelecimento Prisional de Lisboa. Condemned by her ungrateful but yet important social role, the Penitentiary of Lisbon has been, until today, victim of an unfair and seemingly inexplicable loss of historical identity. Being an important reference concerning to architecture and Penitentiary System in Portugal, our goal is to restore her past, rehabilitating in the process her image, historical memory and identity. For that matter, in order to study our largest and most complex “punitive city”, we used a modern methodology, analyzing the subject in a wide and integrated study to open several points of interest in several paths of Knowledge. Only with this method we’ll be able to prove that the old Penitentiary of Campolide deserves all our respect towards her centenary existence and important historical legacy, that urges to be more deeply studied and preserved.-
dc.language.isoporpor
dc.rightsopenAccesspor
dc.subjectPrisões - Portugalpor
dc.subjectArquitectura pública - Portugal - séc.20por
dc.subjectPatrimómio cultural - Portugalpor
dc.subjectTeses de mestrado - 2011por
dc.titlePenitenciaria Central de Lisboa: a casa do silêncio e o despontar da arquitectura penitenciária em Portugalpor
dc.typemasterThesispor
Aparece nas colecções:FL - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfl059517_tm_01_capa.pdfCapa102,2 kBAdobe PDFVer/Abrir
ulfl059517_tm_02_indice_introducao.pdfÍndices129,69 kBAdobe PDFVer/Abrir
ulfl059517_tm_03_capit_1_2_3.pdfCapit. 1 a 315,14 MBAdobe PDFVer/Abrir
ulfl059517_tm_04_capit_4_5_conclusão_bibliografia.pdfCapit.4 e 5; bibliografia39 MBAdobe PDFVer/Abrir
ulfl059517_tm_05_anexos.pdfAnexos16 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.