Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Ciências (FC) >
FC - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/3793

Título: Divórcio e relações de parentalidade
Autor: Schwingel, Marta Isabel Inverno Barroso
Orientador: Carvalho, Carolina, 1960-
Palavras-chave: Família
Pais
Divórcio
Parentalidade
Teses de mestrado - 2009
Issue Date: 2009
Resumo: O presente estudo de investigação debruça-se sobre o tema da parentalidade e do divórcio. Este tema torna-se relevante e pertinente na sociedade em que vivemos, quando a questão do divórcio e o exercício da parentalidade durante e após o divórcio levantam questões e dúvidas ou desconhecimento sobre a forma como os pais da criança tratam as funções da parentalidade. Funções essas que identificámos como a transmissão dos valores, das regras, e da formação pessoal e social da criança. Perante o tema procedeu-se assim à construção da problemática, que se enunciou da seguinte forma: “Como é que os pais dizem viver a parentalidade numa separação conjugal (divórcio)?”. Enunciado o problema, formularam-se os seguintes objectivos; Caracterizar alterações na relação entre pais e a criança após o divórcio, Identificar formas de comportamentos disciplinares parentais antes e após o divórcio, Descrever formas encontradas pelos ex-conjugues para responder a questões relacionadas com a organização do dia-a-dia da criança, Descrever estratégias de cooperação entre pais. Os participantes do presente estudo são ex-casais seleccionados mediante um levantamento prévio de casos existentes no distrito de Santarém realizado pela investigadora junto de terceiros que tinham casos semelhantes na sua rede familiar ou profissional. Os participantes, num total de 12, têm idades compreendidas entre os 30 e os 40 anos. Os critérios de selecção dos participantes respeitaram duas condições: ser separado ou divorciado, e ter um ou mais filhos em idade de creche/ jardim-de-infância antes e após a separação ou divórcio. Podemos concluir da análise realizada sobre os dados recolhidos que os pais e as mães separados procuram conciliar as suas funções parentais. Porém, é ainda de realçar que dentro dos seis ex-casais, três deles (A, B e C) admitem não conseguir fomentar qualquer tipo de comunicação sobre assuntos de parentalidade. Mas, saliente-se que apesar de esta comunicação não existir, cada pai e cada mãe desempenha a sua função, mesmo que esta não seja bem aceite aos olhos do outro progenitor.
The following study is about parenthood and divorce. Those themes have become relevant in today’s society. During and after the process of divorce, some parents still have many doubts and ask themselves questions about their responsibility and role in parenthood. Parents are expected to transmit values, rules and contribute to a positive and complete child’s upbringing. From this fact, we’ve come to the question “How do parents assume to live parenthood in divorce?”. To give answer to this question the following objectives have been set. Identify and characterize changes in the relationship between parents and child after divorce; describe methods used by parents to organize the child’s daily life and routines. Describe strategies of cooperation between parents. Participants of this study are ex-couples from the district of Santarém who were chosen from a group of people who had similar situations among their families or professional group. The twelve participants are between 30 and 40 years old. The selection of the participants was based on two conditions: be divorced and have one or more children under 6 before and after divorce or separation. From the analysis of the collected data one may conclude that both divorced mothers and fathers try to conciliate their role in parenthood. However, three from the six ex-couples in this study admit to fail when it comes to promote communication about parenthood. Despite this lack of communication father and mother alone assume their role and responsibilities even though the other parent may not agree.
Descrição: Tese de mestrado, Educação (Formação Pessoal e Social), Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2009
URI: http://hdl.handle.net/10451/3793
Appears in Collections:FC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
ulfc095327_tm_Marta_Schwingel.pdf1,53 MBAdobe PDFView/Open
Restrict Access. You can request a copy!
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia