Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Ciências (FC) >
FC - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/4024

Título: Rastreio virológico em espécies selvagens de roedores pertencentes à fauna portuguesa
Autor: Carvalho, Alexandra Cardoso Ribeiro de
Orientador: Caeiro, Filomena, 1950-
Palavras-chave: Biologia molecular
Micromamíferos
Roedores
Zoonoses
Viroses
Teses de mestrado - 2011
Issue Date: 2011
Resumo: Emergent viral zoonosis are a major concern in this global age, not only as a public health threat, but also because of its implications on livestock production and wildlife conservation. With this in mind, we have conducted a study to survey the presence of viruses belonging to different viral families in several species of wild rodents captured in Central and Southern Portugal, using molecular techniques. We focused not only on well-known zoonotic viruses (e.g. genus Hantavirus, Bunyaviridae; genus Arenavirus, Arenaviridae; and genus Flavivirus, Flaviviridae), but also on putative zoonotic agents, such as Encephalomyocarditis virus (EMCV) (Picornaviridae), and other previously described muroid viruses that albeit non-zoonotic, can be used as surrogate models of similar human infections (e.g. Herpesviridae). Our results seem to indicate that the presence of zoonotic viruses, rodent-borne or with rodent reservoirs, is not widespread in Portugal, but we have to bear in mind the small sampling size. In fact, we have only found one true-positive amplification. A Microtus lusitanicus vole captured in Portalegre was PCR positive to EMC virus. Due to the 100% similarity between the viral sequence we have found and the one of the EMCV isolate used as a positive control, we will have to discard the possibility of laboratory contamination. As an outcome of this study, we emphasize and strongly encourage a nation-wide survey of rodent-borne viruses (roboviruses), and of other zoonotic viruses with rodent reservoirs.
As zoonoses virais emergentes são uma das principais preocupações nesta era global, não apenas pelo problema que constituem em termos de saúde pública, mas também pelas suas implicações na indústria pecuária e na conservação da fauna selvagem. Assim sendo, propusemonos conduzir um rastreio, com vista a detectar a presença de vírus pertencentes a várias famílias virais em diversas espécies de roedores selvagens capturados no Centro e Sul de Portugal. O nosso estudo incidiu não só sobre alguns vírus zoonóticos bem conhecidos (e.g. género Hantavirus, Bunyaviridae; género Arenavirus, Arenaviridae; e género Flavivirus, Flaviviridae), como também sobre potenciais agentes zoonóticos, tais como o vírus da Encefalomiocardite (EMCV) (Picornaviridae), bem como outros vírus muróides que, ainda que não sendo zoonóticos, poderão ser usados como modelos de infecções humanas similares (e.g. Herpesviridae). Os resultados obtidos parecem indicar que a prevalência de zoonoses virais em Portugal, sejam elas transmitidas por roedores ou apenas tendo estes animais como reservatórios silvestres, será baixa. Contudo, há que ter em consideração a pequena dimensão da amostra analisada, que não nos permite ser conclusivos. De facto, apenas um animal – um Microtus lusitanicus capturado em Portalegre – apresentou uma reacção de amplificação positiva, aparentando assim estar infectado com o vírus EMC. Dada a correspondência de 100% entre a sequência por nós obtida e uma outra, correspondente ao isolado de referência do EMCV usado como controlo positivo, de futuro teremos que descartar a hipótese de contaminação laboratorial. Como conclusão deste estudo, ressaltamos a necessidade urgente de um plano de rastreio a nível nacional, que vise a identificação e caracterização de robovírus (rodent-borne viruses) que circulem em Portugal, bem como de outros vírus zoonóticos que possam ter como reservatórios roedores.
Descrição: Tese de mestrado. Biologia (Microbiologia Aplicada). Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2011
URI: http://hdl.handle.net/10451/4024
Appears in Collections:FC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
ulfc090820_tm_Alexandra_Carvalho.pdf1,97 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE