Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Ciências (FC) >
Departamento de Educação (FC-DE) >
Centro de Investigação em Educação (FC-DE-CIE) >
GI Educação, Desenvolvimento e Formação (FC-DE-CIE-GIEDF) >
FC-DE-CIE-GIEDF - Comunicações >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/4033

Título: Educação liberal e conformação social: dos catecismos constitucionais aos manuais de civilidade
Autor: Pintassilgo, Joaquim
Palavras-chave: Catecismo
Educação liberal
Instrução primária
Issue Date: 2004
Editora: Sociedade Portuguesa de Ciências da Educação
Citação: III Congresso Luso-Brasileiro de História da Educação - Escolas, culturas e identidades, vol. 1, p. 233-239, 2004.
Resumo: Na sequência da implantação do liberalismo em Portugal foram publicados, à semelhança do que havia acontecido em França e em Espanha, diversos catecismos políticos ou constitucionais. As reformas de ensino, ao nível da instrução primária, que se sucedem a partir de 1835 dão corpo a essa mesma preocupação, ao criarem espaços curriculares vocacionados para o ensino dos preceitos constitucionais ou dos direitos e deveres dos cidadãos. Aparenta estar-lhes subjacente a finalidade de libertar os portugueses dos preconceitos em que o absolutismo os mantinha, transformando-os no cidadão-eleitor consciente, necessário à consolidação da nova sociedade. No entanto, não se esgota aqui a vocação socializadora do currículo liberal. Mantém-se como central a tradicional área da civilidade, com expressão pontual nos planos de estudo, mas conduzindo à proliferação de manuais escolares, os quais tinham como finalidade modelar a consciência das crianças e jovens, que frequentavam a escola primária, à luz das normas de comportamento social consideradas legítimas e, simultaneamente, integrá-los no “processo civilizacional” conduzido pela elite política e intelectual do liberalismo. Mantém-se, ao mesmo tempo, o ensino da moral e da religião católica, suportada por uma abundante produção editorial de tipo catequético, tendo em vista a socialização dos portugueses com base nos princípios religiosos tradicionais. Pretende-se, com este texto, reflectir acerca do carácter aparentemente paradoxal das finalidades da educação liberal, ao analisar o conteúdo da componente socializadora do currículo escolar no período correspondente à monarquia constitucional portuguesa, tal como se expressa, em particular, nos catecismos constitucionais e nos manuais de civilidade, os quais constituem - juntamente com a legislação - as principais fontes deste trabalho.
URI: http://hdl.handle.net/10451/4033
Appears in Collections:FC-DE-CIE-GIEDF - Comunicações

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Educação liberal e conformação social.pdf151,71 kBAdobe PDFView/Open

Please give feedback about this item
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia