Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Letras (FL) >
FL - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/4081

Título: Desencontros no amor: Hero e Leandro nas Heroides de Ovídio
Autor: Castanho, Marina da Costa
Orientador: Alberto, Paulo Farmhouse,1959-
Palavras-chave: Ovídio,43 a.C.-18 d.C.
Poesia latina
Traduções portuguesas
Teses de mestrado - 2010
Issue Date: 2010
Resumo: O presente trabalho consiste no estudo e na tradução dos poemas 18 e 19 das Heroides de Ovídio, um dos mais deslumbrantes poetas da Antiguidade Clássica. Incidem sobre a saga amorosa de Hero e Leandro, cuja origem e transmissão se perde na tradição literária helenística. Lançando mão dos recursos poéticos do seu tempo, Ovídio recria a história deste par apaixonado utilizando a elegia epistolar, impregnando-a de tópicos de outros géneros e subgéneros, de cores, de sons, de ambientes, de sinais que nos permitem contactar com o sentir, as recordações e as inquietações dos dois protagonistas. Ao mesmo tempo, traça um delicado retrato da psicologia dos dois sexos, e das suas reacções perante as mesmas dificuldades. A «Introdução» incide sobre questões genéricas do enredo trabalhado e sobre os modelos e fontes de que Ovídio se serviu. Aborda ainda, sucintamente, a história do próprio texto, cujas dificuldades de consistência se tornarão evidentes ao longo das notas do comentário. Socorrendo-me dos comentários de Kenney e de Rosati, bem como de vários outros instrumentos da crítica recente aos dois textos, pretendi verter para a língua portuguesa mais este exemplo da riqueza da poesia ovidiana, espelho de um universo literário e humano. Nas «Notas de Comentário», procurei mostrar como Ovídio trabalha as várias componentes da história com a alusão a outros mitos e a outras histórias, como combina a linguagem que utiliza, como sobrepõe a variedade de estilos que se entrecruzam no poema, como dá expressão às emoções, aos conflitos, aos sentimentos e reacções das duas figuras que, unidas pelo amor, estão irremediavelmente separadas por obstáculos intransponíveis. Acima de tudo, procurei pôr em evidência a mestria com que Ovídio trabalha o tema que encontrou na tradição literária, e a forma como nos conta esta história de amor. História que, sem que ele o diga, claramente percebemos que resultará na morte de ambos, promessa de um encontro eterno.
Abstract: Ovid is one of the most fascinating poets of the Latin literature. Few authors in the Classical world achieved his masterly control of the verse and have delighted so many generations of readers with his talent for describing scenes, the feelings and the anxieties of his characters through vivid dialogues and colourful tableaux. And from this point of view, Ovid was one of the most innovative Roman poets and, simultaneously, one of the most influent authors throughout the Middle Ages and Renaissance until today. My analysis will focus on poems 18 and 19 of the Heroides, an extraordinary collection of elegiac letters. The two poems tell the story of a tragic love, that of Hero and Leander, a young couple living in opposite towns separated by the Hellespontus, whose love was forbidden by their parents. From the letters – and none of them will read the letter of the other –, we understand that Leander, having decided to leave Sestus and to cross the channel by swimming during a storm, will never reach Hero’s Abydos. From other versions of the story, the source of which is most likely Hellenistic, we know that Hero committed suicide when she saw Leander’s body lying down on the beach. This love story is told by Ovid in the most fascinating terms. My work is divided into three parts. In the fist one, I give a summary of the poets’ life and works; the models and sources will be described, particularly those referring to Heroides 18-19, and the compositional structure will be analysed; finally I add some notes on the textual tradition. The second part is the translation. It aims at providing a close idea of Ovid’s words. I used Kenney’s edition of 1996. In the last part I tried to examine how Ovid reconstruct the story, to clarify myths and further information that may be relevant to understanding the poet’s subtle narration, and to analyse how he combines different poetic genres and voices to express the emotions, the conflicts and feelings of the unfortunate lovers.
Descrição: Tese de mestrado, Estudos Clássicos, Universidade de Lisboa, Faculdade de Letras, 2010
URI: http://hdl.handle.net/10451/4081
Appears in Collections:FL - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
ulfl072349_tm.pdf996,71 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia