Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Ciências (FC) >
FC - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/4100

Título: Química verde: potencialidades e dificuldades da sua introdução no ensino básico e secundário
Autor: Ramos, Maria Adelaide Ferreira d'Almeida Capela
Orientador: Leal, João Paulo, 1963-
Palavras-chave: Química verde
Educação em química
Actividades de química verde
Ensino da química verde
Teses de mestrado - 2009
Issue Date: 2009
Resumo: Este trabalho pretende realçar o papel da “Química Verde” como uma solução para a não produção de resíduos, ou quando tal não seja possível, para a produção de substâncias o mais possível amigas do ambiente, de forma a minimizar o seu impacto. Assim faz-se um apanhado sobre o surgimento, desenvolvimento e evolução do tema no mundo em geral e em Portugal em particular. Faz-se uma análise dos Doze Princípios enunciados por Paul Anastas e John Warner em 1998, salientando alguns aspectos mais relevantes, e ainda, uma breve referência aos Segundos Doze Princípios da Química Verde propostos por Winterton em 2001. De seguida propõem-se um conjunto de actividades seleccionadas e adaptadas a partir da literatura disponível, que poderão ser realizadas em aula pelos alunos do 3º ciclo do ensino básico e do ensino secundário, como meio de introduzir e trabalhar o tema. Por fim, é feita uma reflexão sobre algumas dificuldades que podem vir a surgir na implementação do tema e das actividades nas nossas escolas.
This work aims to stress the role of Green Chemistry as a solution to the eradication residuals’ production, or if that scenario is not achievable, to the production of substances friendlier to the environment, so that their impact is minimized. Therefore, in first place it is explained how this new concept emerged, as well as its development and evolution around the globe and, particularly, in Portugal. Secondly, the Twelve Principles introduced in 1998 by Paul Anastas and John Warner are formulated and analysed, proceeding to a short reference to the Second Twelve Principles of Green Chemistry introduced in 2001 by Winterton. Finally, a select set of activities adapted from the available literature is suggested. Those activities are supposed to be implemented in class, as a way to a more effective learning and understanding.
Descrição: Tese de mestrado, Química para o Ensino, Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2009
URI: http://hdl.handle.net/10451/4100
Appears in Collections:FC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
ulfc095924_tm_Maria_Adelaide_Ramos.pdf3,39 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia