Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Letras (FL) >
FL - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/4144

Título: Deor: uma proposta de tradução do inglês antigo para o português europeu
Autor: Brito, Andreia
Orientador: Azuaga, Maria Luísa,1945-
Palavras-chave: Poesia inglesa - séc.09
Língua inglesa - séc.09
Traduções portuguesas
Teses de mestrado - 2011
Issue Date: 2011
Resumo: O presente trabalho está relacionado com a área da tradução, sendo a sua principal finalidade recuperar uma ínfima parte da tradição anglo-saxónica através da tradução de um texto que terá sido escrito no século IX e que, como muitos outros da mesma época, é de autor desconhecido: o poema “Deor”. O objectivo é fazê-lo do Inglês Antigo para o Português Europeu. Como este é um género de texto muito particular, antes de se proceder à tradução, considerou-se pertinente dar-se alguma atenção ao contexto no qual surge o poema. Se esta é a abordagem esperada no que diz respeito a qualquer obra a traduzir, quando se trata de uma língua quase esquecida e uma cultura e sociedade muito distantes do leitor moderno, ela torna-se praticamente quase obrigatória. Assim, são apresentados factos sobre os Anglo-saxões: a sua cultura, tradições, e aspectos de interesse na sua sociedade, dando especial relevo ao papel do bardo, figura central em “Deor”: de facto, no poema, ele é o centro de toda a narrativa e, simultaneamente, a personagem principal e o sujeito poético. Feito o enquadramento, que serve para contextualizar o texto, esta dissertação analisa os diferentes suportes em que o poema foi abordado, isto é, o manuscrito e algumas edições, no sentido de os descrever e como forma de ilustrar como influenciaram, ou não, a tradução proposta. Do manuscrito são descritas as suas características relevantes para o processo tradutório: o alfabeto, as letras capitulares e os espaçamentos entre determinadas palavras, por exemplo. As edições são também encaradas na mesma linha de abordagem, tendo-se, de seguida, recorrido a uma comparação dos dois tipos de suporte para, por no fim, assim, se ponderar quais as características que foram usadas na tradução. VII O último capítulo é sobre a tradução, os problemas encontrados e a forma como estes foram solucionados. Os problemas são tratados em quatro grupos: problemas relacionados com as ferramentas de trabalho, problemas relacionados com a língua de partida, eventuais questões de intraduzibilidade e, finalmente, problemas relacionados com o refrão do poema. Traduzir um texto em Inglês Antigo é moroso e, do ponto de vista económico, não é rentável para o tradutor. No entanto, para mim, este foi um processo muito gratificante; concluir-se uma tradução deste género é extremamente estimulante.
Abstract: The present dissertation aims at recovering a very small part of the Anglo-Saxon tradition by means of the translation of a text probably written during the 9th century and, like many others, by an unknown author: the poem “Deor”. The goal is to do so from the Old English language, in which the poem was written, to Portuguese. Because this is a very specific type of text, it is important to consider some of the background involving the poem. If this is the expected approach in any translation, in one that deals with an almost forgotten language and with a culture and a society very distant from the modern reader, then this approach becomes almost mandatory. Taking this into account, some facts about the Anglo-Saxons are analysed: their culture, traditions and society, with a particular focus on the bard, one of the main figures in their social structure. In the poem, he is the core of all the narrative, and, at the same time, the main character and also the voice of the poet. To illustrate whether the manuscript and the selected edition influenced the translation, this dissertation analysis and describes them too. The main features considered most important were the insular script and the alphabet, punctuation, the capital letters, abbreviations, and the way words are presented together or apart. The last chapter is focused on the translation, its problems and the way they are solved. The problems are treated in four main groups: problems that have to do with the instruments of work, or their absence; problems dealing with the language in which the text was written; some questions that have to deal with the possibility, or the impossibility, of translating some words and some expressions; and finally, the problems that are related with the refrain. The translation of Old English poems is surely a task that takes time, and it may IX be not worthy, from an economic point of view. However, for me, the process was extremely rewarding; achieving the end of it is, by far, one of the most motivating accomplishments.
Descrição: Tese de mestrado, Tradução, Universidade de Lisboa, Faculdade de Letras, 2011
URI: http://hdl.handle.net/10451/4144
Appears in Collections:FL - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
ulfl096188_tm.pdf2,39 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE