Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/4377
Título: Dimensões da personalidade e da vinculação em pacientes com sintomatologia depressiva : estudo exploratório
Autor: Martins, Raquel Maria Machado Campaniço Ferreira
Orientador: Novo, Rosa, 1957-
Palavras-chave: Depressão (psicologia)
Personalidade - Psicologia
Vinculação
Teses de mestrado - 2011
Data de Defesa: 2011
Resumo: A Perturbação Depressiva pode ser conceptualizada, segundo S. Blatt e colaboradores (2008), como uma perturbação no desenvolvimento da personalidade que ocorre devido a um desequilíbrio da interacção dialéctica entre as duas linhas fundamentais do desenvolvimento: a do relacionamento interpessoal e a da individualidade. Perturbações ao nível do relacionamento interpessoal com características de dependência dos outros dão origem a perturbações anaclíticas. Perturbações ao nível da individualidade, com características de auto-crítica dão origem a perturbações introjectivas. Estas perturbações estarão associadas a padrões de vinculação específicos e a formas próprias de construir representações mentais de si e dos outros. O presente estudo foi delineado tendo como objectivo explorar dimensões de personalidade e de vinculação, subjacentes a diferentes experiências depressivas de tipo anaclítico e introjectivo. Foram aplicados os instrumentos MMPI-2, QED e EVA a um conjunto de adultos (N =10) internados numa Clínica Psiquiátrica com diagnóstico de Perturbação Depressiva. Foram identificados três tipos de perfis no MMPI-2, representando configurações de personalidade diferentes, as quais se afiguram associadas às depressões anaclíticas e introjectivas. No entanto, esta relação não se apresentou clara, indicando a possível dificuldade em caracterizar de forma diferenciada os dois tipos de depressão em indivíduos com perturbação psicopatológica em fase aguda. Os resultados obtidos com os outros dois instrumentos (QED e a EVA) foram relativamente homogéneos e não se revelaram claros na caracterização dos participantes. Conclui-se existir a necessidade de mais estudos, com recurso a outro tipo de metodologias, onde seja possível aprofundar as relações entre a vinculação e as perturbações depressivas, anaclítica e introjectiva.
According to Blatt and colleagues (2008), Depressive Disorder is defined as an impairment in the personality development occurred due to an unbalance in the dialectic interaction of two fundamental guidelines of development: the relatedness and the individuality. Disruptions in the basis of interpersonal relationships with manifest characteristics of dependency of others, give rise to anaclitic disorders. Disruptions in individuality with marked characteristics of self-criticism, origin introjective disorders. These disorders should be associated with specific attachment patterns and with the personal ways in which we construct metal representations of self an others. The present study was designed focusing on the purpose of exploring the dimensions of personality and attachment underlying different depressive experiences, both anaclitic and introjective. The assessment by MMPI-2, QED and EVA was applied to a set of adult patients (N =10) committed to a psychiatric clinic who had been diagnosed with Depressive Disorder. We were able to identify tree types of profile according to MMPI-2, representing different configurations of personality that were found to be associated with both anaclitic and introjective depressions. Never the less, this relation wasn’t clearly demonstrated, indicating a possible difficulty in establishing a differentiated characterization of both types of depression in individuals with psychopathology disorders during an acute phase. The results obtained with QED and EVA where relatively homogenous yet still ambiguous in the characterization of the participants. We’ve concluded that there’s a pressing need for further investigation, resorting on other types of methodology, making it possible to deepen the knowledge of the relationships between attachment and anaclitic and introjective depressive disorders.
Descrição: Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde - Núcleo de Psicoterapia Cognitiva-Comportamental e Integrativa), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2011
URI: http://hdl.handle.net/10451/4377
Aparece nas colecções:FP - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfpie039541_tm.pdf1,02 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.