Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Medicina (FM) >
FM - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/4382

Título: Estratégias dos cuidadores informais de doentes com cancro do pulmão em fase terminal, no domicílio
Autor: Alves, Emília Maria Rito, 1970-
Orientador: Nunes, Lucília
Almeida, A. Bugalho de, 1942-
Palavras-chave: Cuidados paliativos
Cuidadores
Neoplasias pulmonares
Pacientes domiciliares
Doente terminal
Estratégias
Teses de mestrado - 2011
Issue Date: 2011
Resumo: No contexto dos cuidados às pessoas em fim de vida, é premente solucionar problemas e adoptar estratégias de resolução das dificuldades e necessidades dos mesmos e dos cuidadores informais. O presente estudo de carácter descritivo e utilizando o método de estudo de caso, teve como alvo os cuidadores que prestaram cuidados a doentes com cancro de pulmão em fase terminal no domicilio. Os resultados indicam um enorme esforço dos cuidadores para ultrapassar todas as situações difíceis, incluindo a morte, contando apenas com ajuda de familiares e amigos, ou recorrendo a serviços de urgência ou ainda, como último recurso, a internamento em hospitais vocacionados para tratar doenças agudas. A amostra foi não probabilística, incluindo os cuidadores dos doentes adultos, que faleceram em 2008, com cancro de pulmão de não pequenas células, metastizado, e que foram submetidos a quimioterapia no Hospital de Dia de Pneumologia de um hospital central, e que concordaram em participar. Os cuidadores informais constituíram as unidades de análise desta investigação, através dos dados que nos forneceram em quatro entrevistas. Da análise de conteúdo aplicada às entrevistas ocorreram as seguintes categorias: 1. Dificuldades do cuidador. 2. Estratégias de resolução das dificuldades. 3. Consequências de cuidar no cuidador. 4. Sentimentos positivos do cuidador. 5. Sentimentos negativos do cuidador. 6. Reacções do doente aos cuidados. Os resultados permitem concluir que um enorme esforço dos cuidadores para ultrapassar o dia-a-dia, levando-os a descobrir e explorar formas de actuação em função das necessidades, contando apenas com a ajuda de familiares, amigos e profissionais, serviços de internamento ou urgências hospitalares, mas sem um serviço estruturado que dê resposta cabal, técnica e humana, transformando o fim de vida em momentos dignos, de alguma paz para o doente e os que o rodeiam, eliminando a azáfama e o burburinho a que estão sujeitos, sem alternativas. When it comes to the care of patients who are dying it is necessary to recognize problems and implement strategies and solutions which will deal with the necessities of both the patient and non-professional carer. This paper is based on actual case studies and has as its objective the nonprofessional carers who take care of terminally-ill lung cancer patients at home or in a domestic environment. The results highlight the enormous effort required on the part of these carers to overcome all the inevitable ensuing difficult situations including death, whilst only being able to rely on the help of family members and friends or resorting to emergency hospital admission or as a last resort, special vocational Hospices for the treatment of those with chronic illnesses. This case study was not based on probabilities or statistics but on the data gathered over four interviews from willing non-professional carers of adult patients who died in 2008. The said patients died of non-small-cell metastasized lung cancer and had gone through chemotherapy in the out-patients department of the Central Hospital Lung Department. On analysis of the data compiled over the course of the interviews, the following list of categories was drawn up: 1. The difficulties faced by non-professional carers. 2. The strategies required in dealing with and resolving said difficulties. 3. The effects of caring for the patient on the carer. 4. The positive feelings of the carer. 5. The negative feelings of the carer. 6. The patients' reaction to the care given. The results draw attention to the enormous effort required on the part of the carers to get through each day. Without the help of a structured support system, carers are required to find ways to cope with all associated issues, relying only on the help of family members, friends, professionals, hospital internment and Emergency services. A structured support system would transform the terminal stage into something dignified by giving both the dying patient and the caring people around them some peace and comfort by removing the worry and confusion to which they are subjected with no alternative.
Descrição: Tese de mestrado, Cuidados Paliativos, Faculdade de Medicina, Universidade de Lisboa, 2011
URI: http://hdl.handle.net/10451/4382
Appears in Collections:FM - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
624857_Tese.pdfDissertação1,58 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE