Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/4422
Título: Estilo de vinculação e relações extra-diádicas : satisfação relacional e atitudes como mediadores
Autor: Afonso, Cátia de Melo e Castro Godinho
Orientador: Moreira, João Manuel, 1964-
Palavras-chave: Vinculação
Satisfação relacional
Motivação
Atitudes
Teses de mestrado - 2011
Data de Defesa: 2011
Resumo: O estilo de vinculação, enquanto parte essencial nas dinâmicas relacionais, tem sido largamente estudado e a sua influência nas relações românticas é inegável. No presente estudo, interessou-nos explorar o papel que o estilo de vinculação desempenha nas relações extradiádicas. Partindo de uma abordagem dimensional da vinculação adulta, colocou-se a hipótese de que o efeito dos estilos de vinculação evitante ou preocupado na ocorrência de comportamentos extra-diádicos será mediado pela satisfação relacional e pelas atitudes relativamente a comportamentos extra-relacionais. Especificamente para este estudo e de forma a avaliar o papel mediador das atitudes, tornou-se necessário construir uma escala de atitudes quanto à infidelidade, o que não tinha sido feito até ao momento. Era esperado que os indivíduos evitantes tivessem atitudes mais positivas em relação a comportamentos extra-relacionais, o que, aliado a uma inerente insatisfação relacional, levaria a uma maior probabilidade de adoptar comportamentos extra-relacionais. Nos indivíduos preocupados, apesar de poderem ter atitudes negativas relativamente aos mesmos comportamentos, a insatisfação relacional também os levaria a adoptar comportamentos extra-relacionais. Os dados foram recolhidos através da aplicação de questionários on-line e a amostra constituída por 155 sujeitos. De uma forma geral, os resultados apoiaram as hipóteses. Através deste estudo foi ainda possível distinguir diferentes tipos de infidelidade, como infidelidade causada por insatisfação relacional, infidelidade como fuga à rotina e infidelidade como forma de melhorar a auto-estima. Encontrou-se ainda um tipo de infidelidade em que, apesar de o indivíduo estar satisfeito com a relação e ter atitudes negativas face à mesma, teve comportamentos extra-relacionais motivados essencialmente pela atractividade da outra pessoa. Este tipo de transgressão na relação é, geralmente, acompanhado por sentimentos de culpa.
The attachment style, as an essential part of relational dynamics, has been widely studied and its influence in romantic relationships is undeniable. In this study, We were interested in exploring the role attachment style plays in extra-dyadic relationships. From a dimensional approach to adult attachment, it was hypothesized that the effect of avoidant or preoccupied attachment styles in the occurrence of extra-dyadic behavior is mediated by relational satisfaction and by attitudes toward extra-relational behaviors. Specifically for this study and to assess the role of the attitudes, it became necessary to construct a scale of attitudes toward infidelity, something which had not been done so far. It was expected that avoidant individuals would have more positive attitudes toward extra-relational behaviors, which, combined with an inherent relational dissatisfaction, would lead to a greater likelihood of adopting extra-relational behaviors. Among preoccupied individuals, although they may have negative attitudes to the same behaviors, relational dissatisfaction would also lead them to adopt extra-relational behaviors. Data was collected thought on-line questionnaires in a sample of 155 subjects. Overall, the results supported the hypotheses. Over this study it was also possible to distinguish different kinds of infidelity, such as infidelity caused by relational dissatisfaction, infidelity as an escape from the routine and infidelity in order to improve self-esteem. It was also found an infidelity type where the individual had extra-relational behaviors essentially motivated by the other person’s attractiveness, although he/she is satisfied in the relationship and has negative attitudes toward infidelity. This type of transgression in the relationship is generally accompanied by feelings of guilt.
Descrição: Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde - Núcleo de Psicoterapia Cognitiva-Comportamental e Integrativa), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2011
URI: http://hdl.handle.net/10451/4422
Aparece nas colecções:FP - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfpie039548_tm.pdf1,14 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.