Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/4496
Título: Contextos de culto de matriz mediterrânea na Idade do Ferro do Sul do actual território português (sécs. VIII-III a.n.e): aspectos do sagrado na colonização fenícia e no processo histórico subsequente
Autor: Gomes, Francisco B.
Orientador: Arruda, Ana Margarida,1955-
Palavras-chave: Escavações arqueológicas - Portugal
Antiguidades fenícias - Portugal
Fenícios - Portugal
Santuários - Portugal - Idade do Ferro
Arqueologia e religião
Teses de mestrado - 2011
Data de Defesa: 2011
Resumo: A presente dissertação visa estabelecer um inventário actualizado e completo dos contextos de culto enquadráveis na “Idade do Ferro” do Sul do actual território português que denunciam uma influência mediterrânea na sua concepção e no tipo de práticas religiosas que albergaram. A sistematização desse corpus documental fez-se de acordo com uma abordagem contextual, enfatizando uma análise territorial que permita enquadrar estes espaços religiosos no mais vasto tecido social, político e cultural das populações sidéricas do território em estudo. A sua implantação topográfica, posição na malha de povoamento, bem com as arquitecturas, espólios e evidências contextuais de práticas rituais serão objecto de uma exposição tão detalhada quanto possível, no sentido de apreciar a validade da atribuição funcional destes contextos a práticas religiosas e de aferir, pelo menos em parte, o significado de que estes contextos se revestiriam para os seus construtores e utilizadores. Com base nos dados compilados, procedi seguidamente a uma análise de conjunto dos modelos arquitectónicos presentes bem como do tipo de rituais executados. A evolução do papel da religião ao longo do I milénio a.n.e. é objecto de uma análise historicizante, tendo-se procurado estabelecer uma tipologia de base contextual que organize as diversas formas como os santuários sidéricos se inscreveram no processo histórico que os enforma.
Abstract: The goal of this dissertation is to establish an up-to-date and complete inventory of the cult contexts from the “Iron Age” of southern Portuguese territory that denounce a Mediterranean influence in their conception and in the type of religious practices they sheltered. The systematization of this corpus followed a contextual approach emphasizing a territorial analysis that allows the integration of these religious spaces in the broader social, political and cultural tissue of the “Iron Age” populations in the studied territory. Their topographical setting, their position in relation to other settlements and also their architectures, materials and contextual evidences of ritual will be presented in such a detailed fashion as possible so as to evaluate the validity of their functional attribution to religious practices and also to ascertain, as far as possible, the meanings these contexts were imbued in to their builders and users. Based on the data thus compiled, I attempted an ensemble analysis concerning the architectonic models present as well as the ritual practices executed in these spaces. A historicizing approach to the evolution of the role of religion during the I millennium BCE then follows, with an attempt to produce a context based typology that organizes the various ways in which “Iron Age” sanctuaries were inscribed in the historical process that shapes them.
Descrição: Tese de mestrado, Arqueologia, Universidade de Lisboa, Faculdade de Letras, 2011
URI: http://hdl.handle.net/10451/4496
Aparece nas colecções:FL - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfl099698_tm.pdf189,33 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.