Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Letras (FL) >
FL - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/4497

Title: A distribuição e a expressão gramatical do futuro do conjuntivo no português de Moçambique
Authors: Justino, Víctor Mércia
Advisor: Martins, Ana Maria Almeida,1943-
Gonçalves, Anabela,1965-
Keywords: Língua portuguesa - Moçambique
Tempos (Linguística)
Ensino de línguas - Moçambique
Teses de mestrado - 2011
Issue Date: 2011
Abstract: A dissertação aqui apresentada insere-se na área da Linguística Educacional, entendida, no sentido mais restrito, como uma ciência que integra e articula entre si a Linguística e o Ensino de línguas. Com esta investigação, cumprem-se dois objectivos centrais: o de compreender a distribuição e a expressão gramatical do futuro do conjuntivo no Português de Moçambique (PM) e o de construir uma sequência didáctica para estudantes do Ensino Superior. Esta sequência inscreve-se no modelo do laboratório/oficina gramatical (Duarte 1992, 2008, e.o.) e resulta da constatação de uma diferença considerável entre o conhecimento linguístico dos sujeitos inquiridos e a gramática da língua de ensino, o Português Europeu (PE). Nesta dissertação são tidos em consideração dados de escrita e de fala espontânea. No que diz respeito ao PM, o corpus de fala espontânea é constituído por entrevistas realizadas a 34 falantes nativos desta variedade; o corpus escrito resultou da aplicação de dois testes distintos – produção provocada e juízo de gramaticalidade – a 23 estudantes universitários. Relativamente ao PE, só foi constituído um corpus de escrita, usando as mesmas tarefas levadas a cabo pelos falantes de PM: o teste de produção provocada foi aplicado a 19 estudantes universitários, o teste de juízo de gramaticalidade foi realizado com 10 linguistas falantes de PE. A análise comparada dos dados do PM e do PE permite mostrar, por um lado, uma nova tendência na formação da gramática do PM, nomeadamente o uso sobregeneralizado do futuro do conjuntivo em estruturas condicionais introduzidas por se. Por outro lado, mostra-se que a regularização paradigmática do futuro do conjuntivo por aproximação às formas de infinitivo flexionado é uma estratégia bastante recorrente no PM, o que poderá vir a ter como consequência a perda de algumas das formas lexicalizadas dos verbos irregulares. No que diz respeito ao ensino da gramática, apresentam-se e discutem-se diferentes opções metodológicas, como as abordagens de ensino explícito e/ou implícito (Ellis 1997), o ensino com foco na forma (Larsen-Freeman 2009) e a aprendizagem por descoberta (Hudson 1992, 1999; Duarte 1992, 2008). Partindo de algumas destas abordagens, propõeA distribuição e a expressão gramatical do futuro do conjuntivo no Português de Moçambique iii se um conjunto de exercícios que exploram a distribuição do futuro do conjuntivo em condicionais e as formas dos verbos irregulares no futuro do conjuntivo. Com este trabalho esperamos contribuir para a caracterização da gramática do PM, bem como para o melhoramento das abordagens do ensino da língua portuguesa em Moçambique.
Abstract: This dissertation falls within the field of Educational Linguistics, understood in a narrow sense as a domain where Linguistics and Language Teaching converge. The goal of this work is two-fold: it contributes for the understanding of the use and the grammatical expression of the future subjunctive in the Portuguese variety spoken in Mozambique (MP) and proposes a sequence for teaching based on the results of the research. This proposal is inspired by the “grammar laboratory” model (Duarte 1992, 2008, among others) and empirically supported by the data we collected and analysed. These data show a considerable difference between the linguistic knowledge of the inquired subjects and the grammar of the language of teaching, standard European Portuguese (EP). In this dissertation, spoken and written data are considered. As for MP, 34 native speakers have been interviewed in order to constitute the spoken corpus; the written corpus of MP results from the application of two tests – elicited production and grammaticality judgment tests – to 23 graduation students. Concerning EP, only a written corpus has been built, using the same tasks performed by Mozambican subjects: the elicited production test was applied to 19 graduation students and the grammaticality judgment test was answered by 10 linguists. Comparing the results of the analyses of the PM and PE data, a new tendency towards the formation of the MP grammar was observed, concerning the overgeneralized use of the future subjunctive in conditional structures with se ‘if’. On the other hand, we found clear evidence that the paradigm of the future subjunctive is being simplified in the sense that the MP speakers tend to extend the inflectional paradigm of regular verbs to irregular verbs. This has the effect that the future subjunctive is in the verge of converging, at the morphological level, with the inflected infinitive. This might lead to the loss of the lexicalized forms of irregular verbs. Considering grammar teaching, several methodological strategies were reviewed and examined, in particular the explicit and/or implicit approaches (Ellis, 1997), the focus on form approach (Larsen-Freeman 2009), and the discovery learning approach (Hudson 1992, 1999; Duarte 1992, 2008). Based upon some of these approaches, we propose a set of exercises exploring the distribution of tense/mood in conditionals with se ‘if’, as well as the inflection of irregular verbs in the future subjunctive. A distribuição e a expressão gramatical do futuro do conjuntivo no Português de Moçambique v With this work we hope to contribute to the characterization of the MP grammar as well as to the improvement of language teaching in Mozambique.
Description: Tese de mestrado, Linguística, Universidade de Lisboa, Faculdade de Letras, 2011
URI: http://hdl.handle.net/10451/4497
Appears in Collections:FL - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
ulfl099677_tm.pdf796.26 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE