Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Letras (FL) >
FL - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/4577

Título: A extinção dos conventos na antiga diocese elvense: o exemplo histórico-artístico de S. Domingos de Elvas
Autor: Grancho, Nuno Alexandre Cruz Santos
Orientador: Vale, Teresa Leonor Magalhães do,1967-
Neto,Maria João Baptista,1963-
Palavras-chave: Elvas. Diocese - séc.13-19
Ordens religiosas - Elvas (Portugal) - séc.13-19
Convento de São Domingos de Elvas (Portugal)
Arquitectura - Elvas (Portugal) - séc.13-19
Pintura - Elvas (Portugal) - séc.13-19
Teses de mestrado - 2011
Issue Date: 2010
Resumo: A realidade conventual na antiga Diocese de Elvas, caracterizava-se por uma diversidade de tipologias de Ordens Religiosas implantadas na referida geografia, com especial incidência nos principais centros urbanos - como sejam Elvas, Campo Maior e Olivença -, detentores da maioria das fundações existentes no referido território diocesano. A prevalência das principais Ordens Mendicantes, implantadas na sua maioria entre o século XIII e o XVI, é reveladora da importância que estas congregações detiveram durante toda a Idade Média, sobressaindo, no âmbito da extinta diocese elvense, a Ordem de S. Domingos ou Ordem dos Pregadores, quer pela importância na conversão das almas, através da pregação, quer pelo seu protagonismo no âmbito do ensino no período medieval. Essa dupla vocação permitiu uma rápida e sólida implementação da Ordem fundada por S. Domingos de Gusmão em Portugal e, em Elvas em particular. A relação da ordem dominicana com as populações locais, justificou ainda as doações e legados testamentários feitos pelos fiéis à comunidade religiosa dos Pregadores, contribuindo para o seu vigor económico. A nobreza, assim como o clero, e no seio deste o regular, constituem-se, durante a Idade Média, como os principais encomendadores de obras de arte. A estes agentes deve reunir-se, na Idade Moderna, a burguesia, da qual vai alimentar-se a Ordem Terceira de S. Domingos e as confrarias (com a muito frequente invocação de Nossa Senhora do Rosário). A extinção das ordens religiosas em Portugal, corresponde a períodos históricos bastante diversificados, os quais culminam no ano de 1834, quando por decreto de 30 de Maio do dito ano são extintas todas as Ordens Religiosas existentes em território nacional. Quando analisada a situação na cidade de Elvas, primeiro com a expulsão dos Jesuítas, seguindo-se a extinção das restantes ordens masculinas, permanecendo apenas os conventos femininos até à morte da última freira, verificamos um correspondência com a realidade do restante país. De todos os exemplos ocorridos na cidade de Elvas, destacamos o convento de Nossa Senhora dos Mártires, da Ordem dos Pregadores, pela importância que deteve no decorrer de aproximadamente cinco séculos e meio, durante os quais deteve uma preponderância face às restantes fundações religiosas, patente na sua arquitectura, pintura e escultura, que subsistem dos vários períodos artísticos, como nos comprova o estudo que aqui apresentamos. 5 Na presente dissertação aborda-se, em particular, o entendimento do percurso empreendido pelas obras de arte, assim como, a importância detida pelas diferentes dinâmicas ocorridas no período compreendido entre o século XIII e o XIX, as quais se desenvolveram maioritariamente em torno do poder político e institucional, ditando diferentes trajectórias dos objectos artísticos, assim como, impondo novas funcionalidades ao espaço conventual de S. Domingos de Elvas.
Abstract: The conventual reality of the ancient Elvas’s Diocese wascharacterized by the diversity of Religious Orders based at the referred geographical área, particularly at the main urban centres – susch as Elvas, Campo Maior and Olivença, which held of the existing foundations of the diocesan territory. The prevalence of the main Mendicant Orders, implanted mostly between the XIII and XVI centuries, reveals the importance these congregations had during the Middle Age, specially the Order of Saint Dominic, or the Order of the Preachers, due to its role on converting the souls through preaching, and also by its role regarding education, during the Medieval Period. This double vocation has allowed a quik and solid implementation in Portugal of the Order founded by Saint Dominic of Guzman, particulary in Elvas. The relationship between the Dominican Order and locals to the religious preachers community, enhancing its economical power. The aristocracy, as well as the clergy – the regular one, becomes the most important customer of art during the middle age. By the Modern Age the bourgeois join these groups, often nurturing the Third Order of Saint Dominic and its Brotherhoods (by the frequent invocation of Our Lady of the Rosary). In Portugal, the extinction of the Religious Orders corresponds to several distinct historical periods, which culminate on the year of 1834 when, by an ordinance of the 30 th of May, all Religious Orders existing in Portugal were to be extinguished. When analyzing the Elvas’s situation, beginning with the expulsion of the Jesuits, followed by the extinction of all the male Orders, only remaining the female Convents until the death of the last Nun, we are able to establish a correspondence with the reality of the rest of the country. From all the examples occurred in the city of Elvas, we have to emphasize the Convent of Our Lady of the Martyrs, of the Order of the Preachers, regarding the importance is has had for approximately five and a half centuries, during which it held a predominance over the remaining Religious Orders, and that is noticed on it’s architecture, painting and sculpture, crossing several artistic periods, as the study we now present shows. 7 This essay specifically approaches the understanding of the path taken by the artwork, as well as the acknowledgement of the importance of all different dynamics that took place in the period of time between the XIII and the XIX centuries, which has mostly developed around both political and institutional power, dictating different trajectories for artistic objects, as well as establishing a new dynamic to the space of Elvas’s Saint Dominic Convent.
Descrição: Tese de mestrado, Arte, Património e Teoria do Restauro, Universidade de Lisboa, Faculdade de Letras, 2010
URI: http://hdl.handle.net/10451/4577
Appears in Collections:FL - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
ulfl101196_tm_bibliografia.pdfBibliografia20,75 MBAdobe PDFView/Open
ulfl101196_tm.pdfTese915,83 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE