Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Ciências (FC) >
FC - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/4608

Título: Aspectos parcelares da epidemiologia da artrite reumatóide
Autor: Reis, Cátia Cristina Peixinho, 1978-
Orientador: Queirós, M. Viana de, 1942-
Dias, Deodália Maria Antunes, 1952-
Palavras-chave: Artrite reumatóide
Imunologia
Epidemiologia
Teses de mestrado - 2011
Issue Date: 2011
Resumo: A artrite reumatóide (AR) é uma doença inflamatória crónica tendo como manifestação principal o envolvimento das articulações e das estruturas periarticulares, podendo, contudo, afectar o tecido conjuntivo em qualquer parte do organismo e originar as mais variadas manifestações sistémicas. Apresenta muitas vezes uma evolução progressiva, destrutiva e deformante, podendo causar incapacidade física. Afecta 1% da população mundial, todas as etnias e tem uma incidência máxima entre os 30 e os 40 anos e também na menopausa. É mais frequente no sexo feminino do que no sexo masculino, numa proporção de 3 mulheres para 1 homem. São bem conhecidos alguns dos factores de risco e protectores associados à AR tais como idade, género, genéticos, hormonais e dietéticos. Os objectivos deste estudo foram calcular a prevalência da AR numa população portuguesa tendo como objectivos específicos: 1) Estimar a prevalência da AR numa população de doentes reumáticos; 2) Avaliar as características sociodemográficas da AR; 3) Avaliar os eventuais factores de risco e protecção; 4) Estudar os factores desencadeantes e as doenças eventualmente associadas; 5) Estudar as características clínicas da AR. Foram utilizadas duas populações: uma população de doentes, com AR (98 indivíduos) e osteoartrose (98 indivíduos (grupo de controlo) e outra população de indivíduos escolhidos aleatoriamente (297 indivíduos), que possuem telefone fixo na cidade de Lisboa. A população de doentes respondeu a um inquérito no qual constavam variáveis genéticas, demográficas, hormonais, ambientais, critérios clínicos e doenças associadas. Os doentes com AR foram diagnosticados segundo os critérios de classificação da Associação Americana de Reumatologia de 1987. Foi calculada uma prevalência autodeclarada da AR de 1% a 1,3%. Dos factores de risco/protectores/despoletadores estudados vários surgiram associados à AR tais como o sexo, a idade, o elevado consumo de carne, o café, o descafeinado, o chá, os traumatismos emocionais e físicos. Contudo alguns dos factores observados durante este estudo apresentaram resultados em oposição a diversos estudos anteriormente efectuados, pelo que concluímos que será desejável a realização de estudos adicionais, nomeadamente no que concerne aos factores hormonais e dietéticos. Analisando os dados clínicos da AR pode ainda sugerir-se que esta surge de uma forma mais agressiva em idades mais precoces.
Rheumatoid arthritis (RA) is a chronic inflammatory disease having as major manifestation the involvement of the joints and periarticular structures, which may affect connective tissue anywhere in the body, causing various systemic manifestations. Often it presents a progressive, destructive, disfiguring disease, and can cause disability. It affects 1% of the world population, all ethnicities and has a peak in the menopause and between ages 30 and 40. It is more common in females then in males by a ratio of 3 women to 1 man. The risk factors of RA are well known, like age, gender, genetics, hormonal and dietetics. With this study we attempted to estimate the prevalence of RA in a Portuguese population and to isolate risk factors and protective factors. Two populations were considered: one of patients with rheumatoid arthritis and osteoarthritis (98 individuals each), the other population chosen at random, concerning 297 individuals who had a fixed telephone at the city of Lisbon. We found a self declared prevalence of RA from 1% to 1,3%. Most values were in agreement with previous investigations. On the other hand, some values were in opposition to several studies done before. We concluded that will be desirable to perform additional studies in this area.
Descrição: Tese de mestrado. Biologia (Biologia Humana e Ambiente). Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2011
URI: http://hdl.handle.net/10451/4608
Appears in Collections:FC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
ulfc090947_tm_catia_reis.pdf1,05 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE