Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Letras (FL) >
FL - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/465

Title: Saúde e medicina no antigo Egipto: magia e ciência
Authors: Veiga, Paula Alexandra da Silva
Advisor: Araújo, Luís Manuel de, 1949-
Keywords: História antiga - Egipto
História das ciências - Egipto - Antiguidade
Práticas esotéricas - Egipto - Antiguidade
Issue Date: 2008
Abstract: Esta dissertação pretende investigar práticas de saúde e medicina no antigo Egipto apresentando alguns exemplos de terapêuticas no tratamento de patologias em anexo, descrevendo práticas médicas, salientando a carga mágica neles inclusa, abarcando todos os períodos históricos sem distinção clara, de acordo com os registos disponíveis. É feita uma abordagem arqueológica, religiosa, linguística, por vezes, e essencialmente da vida quotidiana e social. Compõe este trabalho uma introdução sobre o estado da questão da investigação de padrões de patologia através de restos humanos mumificados no presente, bem como referências ao estudo da iconografia artística do antigo Egipto e bibliografia específica existente, e também são informações divulgadas em conferências, e ainda o estudo de peças em museus e esclarecimentos através de contactos feitos em Portugal, no Egipto, nos EUA, em Reino Unido e mais países da Europa. Usa como fontes de informação as traduções de papiros médicos, notas deles tiradas, restos humanos mumificados e esqueletizados, iconografia em geral, amuletos e adornos pessoais. Contribuíram também para este estudo alguns registos de viajantes estrangeiros no Egipto em várias épocas. São mencionadas algumas plantas medicinais, das então utilizadas na confecção de algumas prescrições e prevenção de patologias e que utilizavam ingredientes de origem animal; alguns de origem humana, e minerais também. Menciona a profissão médica, alguns conhecimentos de anatomia humana muitas vezes iniciados pela observação dos animais, diferenciando o tratamento paliativo e cirúrgico da mumificação que em pouco teria a ver com a medicina/magia/religião a não ser ter fornecido informações sobre o corpo humano. A dicotomia magia e ciência tem por base a consciência de que, nesta sociedade uma não exclui a outra e ambas completam o ciclo que promove o bem-estar no antigo Egipto. Lista patologias conhecidas do antigo Egipto, cita alguns exemplos do receituário legado nos vários papiros e apresenta imagens relevantes para este estudo
This present dissertation intends to research practices of health and medicine in ancient Egypt presenting some examples of therapeutics at the end for the treatment of illnesses and describes medical acts emphasizing its magical cargo, regarding all periods without specific dating, according to available records. The approach is archaeological, religious, sometimes linguistic, and it is essentially made on daily and social life. A brief introduction is given on present research of pathological patterns through mummified human remains at present time, as well as references to artistic iconography from ancient Egypt and existing specific bibliography and also public information conveyed on Egyptological events, the study of artifacts in museums and enlightening gained through contacts in Portugal, Egypt, USA, England and some other European countries. As sources of information this dissertation collects medical papyri translations, notes from them, mummified and skeletal human remains, general iconography, personal amulets and adornments. It was also a contribution to this study some records of travelers in Egypt at all times. Some medicinal plants are mentioned; the ones used in manufacturing medical prescriptions and prevention of illnesses, those also used animal ingredients, some of human origin, as well as mineral ingredients too. The medical profession is mentioned, some knowledge of anatomy, initiated by animal observation, establishing the difference between palliative treatments, surgery and the process of mummification that had little to do with medicine/magic/religion except for having provided some information on the human body. The dichotomy magic and science has its basis on the thought that, in this society one does not exclude the other and both complete the cycle that promotes well-being in ancient Egypt. Lists some known illnesses of ancient Egypt, gives some examples of prescriptions recorded in the papyri and presents some relevant images
Description: Tese de mestrado em História e Cultura Pré-Clássica apresentada à Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, 2008
URI: http://catalogo.ul.pt/F/?func=item-global&doc_library=ULB01&type=03&doc_number=000534914
http://hdl.handle.net/10451/465
Appears in Collections:FL - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
19270_ulfl056932_tm.pdf15.07 MBAdobe PDFView/Open
Restrict Access. You can request a copy!
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE