Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Letras (FL) >
FL - Teses de Doutoramento >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/4664

Título: Representações na cultura empresarial : um estudo de caso
Autor: Marques, Maria Gorete Costa, 1974-
Orientador: Gouveia, Carlos, 1962-
Barbeiro, Luís Filipe, 1960-
Palavras-chave: Análise de discurso
Comunicação organizacional
Cultura de empresa
Semiologia e cultura
Teses de doutoramento - 2011
Issue Date: 2011
Resumo: A realidade contemporânea coloca, simultaneamente, no terreno empresarial, a competitividade, o valor humano e a responsabilidade social, aos quais acresce um novo paradigma comunicacional. As empresas têm, por um lado, de responder a exigências económicas, com um foco muito direccionado para a satisfação do cliente, e, por outro, de investir na sua projecção social e nas pessoas que as compõem, conscientes do valor da participação destas no seu sucesso. Nesta perspectiva, o modo como as empresas se representam, quer internamente, quer externamente, é fundamental, em termos do seu sucesso ou do seu insucesso. As suas representações realizam-se por meio de discursos semióticos que veiculam valores, atitudes e relações e que, ao criar identidades, formas de pensar e de agir, têm implicações na cultura empresarial. Com base nesta concepção, analisam-se, nesta tese, práticas discursivas verbais e visuais, com implicações na construção de representações na cultura de um grupo empresarial português. Estuda-se, em concreto, um conjunto de corpora multimodais, que representa a voz institucional do grupo e a dos seus colaboradores de topo. Para tal, seguem-se os princípios da Linguística Sistémico-Funcional e da Semiótica Social, aplicados ao Discurso Empresarial, com ênfase no sistema da transitividade (Halliday, 1994, 2004), das estruturas de representação da Gramática Visual (Kress & van Leeuwen, 1996, 2006) e no inventário sócio-semântico da representação dos actores sociais (van Leeuwen, 1996, 2008). Da análise realizada em três dimensões da realidade (o grupo na cultura, a cultura do grupo e a cultura no grupo), observam-se diferentes representações, resultado das dinâmicas complexas entre a sociedade, a cultura e o discurso semiótico. Conclui-se que o estudo semiótico-discursivo das representações permite configurar uma cultura empresarial, mediada por dinâmicas de natureza diversa, que (re)constrói permanentemente as práticas.
Contemporary reality simultaneously brings competitiveness, human value and social responsibility to the corporate field, together with a new communicational paradigm. Companies have to keep up with economic demands oriented towards the improvement of customer care, on the one hand, and to invest both in their social projection and in the dynamics of their human resources, on the other. Given this, the way companies represent themselves, both internally and externally, is crucial to their success or unsuccess. Their representations, which are realized by means of semiotic discourses which convey values, attitudes and relations and, by creating identities, ways of thinking and acting, have implications in the corporate culture. Based on this conception, this thesis analyses verbal and visual discursive practices, which construct representations of the culture of a Portuguese business group. More specifically, the research focuses on selected multimodal corpora, which represent the institutional voice of the group and that of its top collaborators. To pursue this objective, research is grounded on the principles of Systemic- Functional Linguistics and Social Semiotics, both applied to Entrepreneurial Discourse, with an emphasis on the system of transitivity (Halliday 1994, 2004), the structures of representation explored in Kress & van Leeuwen’s Visual Grammar (1996, 2006), and the representation of social actors (van Leeuwen 1996, 2008). The analysis of the given data in three dimensions (the group in the culture, the culture of the group, and the culture in the group) reveals different representations, which are the result of the complex dynamics between society, culture and semiotic discourse. The semiotic and discursive study of representations allows for the configuration of a corporate culture, mediated by different dynamics, which permanently (re)constructs practices.
Descrição: Tese de doutoramento, Linguística (Linguística Aplicada), Universidade de Lisboa, Faculdade de Letras, 2011
URI: http://hdl.handle.net/10451/4664
Appears in Collections:FL - Teses de Doutoramento

Files in This Item:

File Description SizeFormat
ulsd061573_td_anexos.pdf24,87 MBAdobe PDFView/Open
ulsd061573_td_tese.pdf2,22 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia