Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Letras (FL) >
FL - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/473

Título: As gárgulas do mosteiro de Santa Maria da Vitória : função e forma
Autor: Alho, Ana Patrícia Rodrigues
Orientador: Grilo, Fernando, 1962-
Palavras-chave: Mosteiro de Santa Maria da Vitória (Batalha, Portugal)
Arquitectura - Portugal - séc.14-15
Estruturas hidráulicas - Portugal
Protecção de monumentos - Portugal - séc.19-20
Teses de mestrado
Issue Date: 2007
Resumo: No presente estudo desejámos compreender o sistema hidráulico do Mosteiro de Santa Maria da Vitória, bem como a simbologia presente nas gárgulas do monumento, para tal, foi necessário estudarmos as circunstâncias históricas da fundação do Mosteiro, o envolvimento de D. João I, as influências estilísticas que o edifício revela, as várias campanhas de obras, as biografias dos principais mestres nelas envolvidos, assim como as várias campanhas de restauro e conservação que o mosteiro sofreu ao longo do tempo. O estudo atento destas campanhas revelou-se fundamental para a definição da autenticidade do universo de gárgulas que analisámos. O sistema hidráulico é um subsistema arquitectónico, que pode ser compreendido atendendo ao seu duplo desenvolvimento: Um primeiro que se refere à água potável, ao nível do solo, e outro às águas pluviais. No entanto, nestes dois subsistemas deparamo-nos com três aspectos comuns com elevada importância para a funcionalidade de qualquer edifício: Captação, escoamento e funcionalidade. Existe também uma articulação entre estes dois subsistemas, condicionando a organização arquitectónica do mosteiro. Para que este estudo se tornasse mais completo estendemos o nosso entendimento sobre um conjunto de outros edifícios da mesma época ou de períodos afins, como Sé de Évora (1186), Sé de Lisboa (1147), Convento do Carmo (1389), Mosteiro de Alcobaça (1153), Convento de Tomar (1420-1460) e Sé Velha de Coimbra (Século XII, década 60). Como o sistema hidráulico é indissociável do sistema de coberturas do edifício e como este depende obviamente da planimetria pensada e do sistema de abobadamento escolhido, tudo decisões de primeiro momento na história do edifício, optámos por escolher estudar unicamente a campanha de obras inicial que corresponde à zona da igreja, capela do fundador e claustro real. No que diz respeito às gárgulas estas constituem a fase final do escoamento de águas pl
With this study we aimed at comprehending the hydraulic system of St. Maria da Vitória Monastery, as well as the symbolism enclosed by the gargoyles of the monument. Therefore, we had to analyse the historical circumstances concerning the foundation of the Monastery, the engagement of King John I, the stylistic influences the building reveals, the various phases of architectural work, the biographies of the main masters who were involved in them, as well as the different campaigns of restoration and maintenance the Monastery has suffered through the ages. The attentive study of these campaigns became fundamental to bring out the authenticity of the sample of gargoyles we analyzed. The hydraulic system is considered as an architectural subsystem, which can be understood regarding a double development: a first one relating to potable water, at soil level, and another one concerning pluvial waters. Besides, going through these two subsystems, we come across with three highly important common aspects for the functionality of any building: impounding, drainage and functionality. There is also an articulation between these two subsystems which influences the architectonic organization of the Monastery. In order to increase the completion of the present work, we decided to expand our study to a group of other buildings of the same period or belonging to other periods, although with similar characteristics, as Sé de Évora (Évora Cathedral) (1186), Sé de Lisboa (Lisbon Cathedral) (1147), Convento do Carmo (Convent of Carmo) (1389), Mosteiro de Alcobaça (Monastery of Alcobaça) (1153), Convento de Tomar (Convent of Tomar) (1420-1460) and Sé Velha de Coimbra (Coimbra Old Cathedral) (12th century, decade 60). Once the hydraulic system is intimately related to the covering system of the building and, on the other hand, this obviously depends on both the imagined planimetry and the chosen dome shaping system all these representing first line decisions in the history
Descrição: Tese de mestrado em Arte, Património e Restauro apresentada à Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, 2008
URI: http://catalogo.ul.pt/F/?func=item-global&doc_library=ULB01&type=03&doc_number=000530672
http://hdl.handle.net/10451/473
Appears in Collections:FL - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
16243_As%20G00E1rgulas%20do%20Mosteiro%20de%20Santa%20Maria%20da%20Vitoria.pdf1,21 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE