Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Ciências (FC) >
Departamento de Educação (FC-DE) >
Centro de Investigação em Educação (FC-DE-CIE) >
GI Didáctica das Ciências (FC-DE-CIE-GIDC) >
FC-DE-CIE-GIDC - Artigos em Revistas Internacionais >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/4734

Título: Controvérsias sócio-científicas e prática pedagógica de jovens professores
Autor: Reis, Pedro
Galvão, Cecília
Palavras-chave: Ensino das ciências
Controvérsias sócio-científicas
CTS
Concepções
Práticas lectivas
Issue Date: 2005
Editora: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Citação: Reis, P. e Galvão, C. (2005). Controvérsias sócio-científicas e prática pedagógica de jovens professores. Investigações em Ensino de Ciências, 10(2), 131-160.
Resumo: A presente investigação pretendeu estudar o impacto das controvérsias sócio-científicas recentes, divulgadas pelos meios de comunicação social, nas concepções e práticas de grupo de três professores de Ciênc ias Naturais em início de carreira. Este estudo reveste-se de particular relevância num período marcado, simultaneamente, por fortes discussões relativas ao impacto social e ambiental de várias inovações científicas e tecnológicas e pela implementação de novos currículos de ciências, que realçam a importância da discussão de controvérsias sócio-científicas na alfabetização científica dos alunos (nomeadamente, na compreensão da natureza da ciência e da sua relação com a sociedade e a cultura) (McComas, 2000). Nesta investigação, optou-se por uma abordagem interpretativa, de tipo qualitativo. Através da construção de estudos de caso procurou investigar-se o eventual impacto das controvérsias sócio-científicas nas concepções (sobre a natureza, o ensino e a aprendizagem das ciências) e na prática pedagógica dos professores. Como métodos de recolha de dados realizaram-se entrevistas semi-estruturadas e efectuaram-se observações de aulas. As questões controversas suscitadas por algumas inovações tecnológicas recentes – nomeadamente os seus eventuais impactos ambientais, sociais e culturais – tiveram impacto nas concepções dos professores acerca da natureza, do ensino e da aprendizagem da ciência. Para além de terem reforçado a dualidade de sentimentos relativamente à ciência e à tecnologia, como fonte de progresso e preocupação, desencadearam nestes professores a ideia da necessidade de uma alfabetização científica alargada que capacite a população para a compreensão e a tomada de decisões e de acções relativamente a estas temáticas. Contudo, o conceito de alfabetização científica, bem como a melhor forma de o alcançar, varia entre os professores participantes neste estudo.
Arbitragem científica: yes
URI: http://hdl.handle.net/10451/4734
Versão do Editor: http://www.if.ufrgs.br/ienci/artigos/Artigo_ID126/v10_n2_a2005.pdf
Appears in Collections:FC-DE-CIE-GIDC - Artigos em Revistas Internacionais

Files in This Item:

File Description SizeFormat
IEC2005.pdf108,55 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE