Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Ciências (FC) >
Departamento de Educação (FC-DE) >
Centro de Investigação em Educação (FC-DE-CIE) >
GI Didáctica das Ciências (FC-DE-CIE-GIDC) >
FC-DE-CIE-GIDC - Artigos em Revistas Internacionais >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/4734

Título: Controvérsias sócio-científicas e prática pedagógica de jovens professores
Autor: Reis, Pedro
Galvão, Cecília
Palavras-chave: Ensino das ciências
Controvérsias sócio-científicas
CTS
Concepções
Práticas lectivas
Issue Date: 2005
Editora: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Citação: Reis, P. e Galvão, C. (2005). Controvérsias sócio-científicas e prática pedagógica de jovens professores. Investigações em Ensino de Ciências, 10(2), 131-160.
Resumo: A presente investigação pretendeu estudar o impacto das controvérsias sócio-científicas recentes, divulgadas pelos meios de comunicação social, nas concepções e práticas de grupo de três professores de Ciênc ias Naturais em início de carreira. Este estudo reveste-se de particular relevância num período marcado, simultaneamente, por fortes discussões relativas ao impacto social e ambiental de várias inovações científicas e tecnológicas e pela implementação de novos currículos de ciências, que realçam a importância da discussão de controvérsias sócio-científicas na alfabetização científica dos alunos (nomeadamente, na compreensão da natureza da ciência e da sua relação com a sociedade e a cultura) (McComas, 2000). Nesta investigação, optou-se por uma abordagem interpretativa, de tipo qualitativo. Através da construção de estudos de caso procurou investigar-se o eventual impacto das controvérsias sócio-científicas nas concepções (sobre a natureza, o ensino e a aprendizagem das ciências) e na prática pedagógica dos professores. Como métodos de recolha de dados realizaram-se entrevistas semi-estruturadas e efectuaram-se observações de aulas. As questões controversas suscitadas por algumas inovações tecnológicas recentes – nomeadamente os seus eventuais impactos ambientais, sociais e culturais – tiveram impacto nas concepções dos professores acerca da natureza, do ensino e da aprendizagem da ciência. Para além de terem reforçado a dualidade de sentimentos relativamente à ciência e à tecnologia, como fonte de progresso e preocupação, desencadearam nestes professores a ideia da necessidade de uma alfabetização científica alargada que capacite a população para a compreensão e a tomada de decisões e de acções relativamente a estas temáticas. Contudo, o conceito de alfabetização científica, bem como a melhor forma de o alcançar, varia entre os professores participantes neste estudo.
Arbitragem científica: yes
URI: http://hdl.handle.net/10451/4734
Versão do Editor: http://www.if.ufrgs.br/ienci/artigos/Artigo_ID126/v10_n2_a2005.pdf
Appears in Collections:FC-DE-CIE-GIDC - Artigos em Revistas Internacionais

Files in This Item:

File Description SizeFormat
IEC2005.pdf108,55 kBAdobe PDFView/Open

Please give feedback about this item
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia