Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Reitoria (REIT) >
REIT - Relatórios de projecto >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/4741

Título: Análise do perfil de libertação da levofloxacina a partir de micropartículas de fosfato de cálcio
Autor: Carvalho, Luís
Orientador: Bettencourt, Ana Francisca
Issue Date: 2011
Resumo: A Osteomielite é uma patologia do osso caracterizada por inflamação e normalmente causada por infecção. Devido à má vascularização do osso, é difícil obter concentrações terapêuticas de antibiótico por via de administração sistémica. A libertação in situ de antibióticos é uma estratégia que permite libertação do antibiótico directamente na zona afectada, permitindo obter concentrações terapêuticas nesse local e limitando efeitos adversos sistémicos. Há dois tipos principais de sistemas de libertação local: biodegradáveis e não biodegradáveis. Cimentos ósseos compostos por micropartículas de fosfato de cálcio são materiais biodegradáveis que permitem o preenchimento de fendas no osso afectado após cirurgia, sem necessitar de cirurgia posterior para remoção do material. Este tipo de estratégia permite obter concentrações terapêuticas de antibiótico localmente por períodos prolongados de tempo. Neste projecto estudámos a libertação de levofloxacina a partir de vários tipos de grânulos compostos por micropartículas de fosfato de cálcio. As amostras foram avaliadas por espectrofotometria de UV. Todos os tipos de grânulos estudados libertam o antibiótico rapidamente, permitindo a obtenção de concentrações elevadas de fármaco, mas limitando o seu uso em terapêutica prolongada. Os perfis de libertação foram ajustados a modelos de cinética de libertação de fármacos, nomeadamente, ordem zero, exponencial, Hixson-Crowell e Korsmeyer-Peppas. Os grânulos de fosfato de cálcio dopados com estrôncio e magnésio parecem ser mais estáveis em termos de massa de levofloxacina incorporada, sendo também os mais eficientes na libertação do antibiótico. As amostras obtidas dos ensaios de libertação foram testadas em estirpes de referência de Escherichia coli e Staphylococcus aureus, mantendo a actividade antimicrobiana. Concluímos que embora este tipo de veículo de libertação de fármacos pareça apresentar vantagens no tratamento de patologias como a osteomielite, são necessários mais estudos de forma a obter uma libertação mais gradual do antibiótico e um aumento da estabilidade do mesmo nos grânulos.
Osteomyelitis is a bone pathology characterized by inflammation and usually caused by infection. Due to the bone reduced vascularization, it is difficult to achieve therapeutic concentrations of antibiotic with systemic administration. Local antibiotic delivery is an alternative strategy which will allow release of the antibiotic directly to the affected bone, allowing therapeutic concentrations of antibiotic to be achieved locally, and restricting side effects. There are two major types of local delivery systems: biodegradable and non biodegradable. Calcium phosphate bone cements are biodegradable materials, which allow filling of the gap in the affected bone after surgery, without the need for removal surgery. This type of approach allows high concentrations of antibiotic to be released locally for long periods of time. In this project we have studied levofloxacin release from several types of granules, composed of calcium phosphate microparticles. The samples were evaluated by UV spectrophotometry. All granule types show a fast release of antibiotic, allowing high concentrations to be achieved, but restricting its use in prolonged therapies. The release profiles were fitted to different release kinetic models, namely the zero order, exponential, Hixson Crowell and Korsmeyer-Peppas. Calcium phosphate granules, with residues of strontium and magnesium seem to be more stable in terms of levofloxacin mass. This type of granules was the most efficient in releasing the antibiotic. The samples obtained from the release studies were tested in Escherichia coli and Staphylococcus aureus reference strands, showing antimicrobial activity. We concluded that even though this type of drug delivery system seems to have advantages in the treatment of pathologies like osteomyelitis, further development is necessary in order to get a more controlled release and increased stability of the antibiotic in the bone cements.
Descrição: Relatório de projecto no âmbito de Bolsa Universidade de Lisboa/Fundação Amadeu Dias (2010/2011). Universidade de Lisboa. Faculdade de Farmácia
URI: http://hdl.handle.net/10451/4741
Appears in Collections:REIT - Relatórios de projecto

Files in This Item:

File Description SizeFormat
ulsd_re_Luis_Carvalho.pdf743,18 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE