Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Ciências (FC) >
FC - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/4831

Título: Aplicação da análise da composição isotópica no esclarecimento da origem das presas consumidas pela lontra numa área de pisciculturas
Autor: Marques, Élia Maria Pires Magalhães
Orientador: Mágoas, Cristina
Reis, Margarida Santos, 1955-
Palavras-chave: Lontra
Aquacultura
Estuário do Sado - Portugal
Teses de mestrado - 2011
Issue Date: 2011
Resumo: A forma exposta de produção que se verifica em muitas pisciculturas propicia conflitos entre esta atividade e a conservação de vertebrados piscívoros residentes na região. Dentro da Reserva Natural do Estuário do Sado a produção piscícola é uma das atividades permitidas e a lontra é acusada de causar prejuízos uma vez que, alegadamente parte do peixe que consome é retirado dos tanques de produção. Para tentar compreender a origem das presas de interesse comercial – dourada e linguado – que este carnívoro consome recorreu-se à análise das composições isotópicas de C e N do colagénio dos ossos de peixes provenientes do estuário, dos tanques de produção de uma piscicultura selecionada, e dos dejetos recolhidos ao longo do perímetro dos mesmos tanques. Testou-se a eficácia de três modelos na correção dos efeitos dos lípidos nas assinaturas de carbono sendo que nenhum se mostrou eficiente. Foi feita portanto, a extração deste componente bioquímico em todas as amostras analisadas. Os valores de δ15N apresentaram diferenças significativas que permitiram distinguir tanto as douradas como os linguados de estuário e da piscicultura. Os valores de δ13C permitiram apenas distinguir a origem das douradas, já que não se verificaram diferenças significativas entre os linguados de estuário e da piscicultura. As peças esqueléticas de douradas encontradas nos dejetos parecem indicar que todas são provenientes do estuário, pois apresentam valores de δ15N semelhantes aos das douradas aí capturadas. Apesar de estes dois grupos possuírem valores de δ13C distintos, ainda que da mesma ordem de grandeza, as diferenças observadas poderão reflectir as caraterísticas dos diferentes locais de origem das amostras utilizadas: dejectos de lontra refletem consumo de presas em águas menos profundas na margem do estuário, enquanto os peixes capturados pelo pescador tiveram origem em águas mais profundas. Quanto aos linguados, os dados obtidos não são esclarecedores muito provavelmente devido à diminuta amostra de animais consumidos pela lontra. Ainda assim, globalmente parece existir uma preferência das lontras pelo estuário em detrimento da piscicultura. Os resultados deste estudo são reveladores do elevado potencial da análise isotópica no esclarecimento da pressão predatória exercida pela lontra em pisciculturas do estuário do Sado e, apesar do carácter preliminar dos dados, contribuem para uma melhor compreensão da problemática da conservação da lontra naquela área protegida.
The exposed form of production used in several fish farms is prone to conflicts between this activity and the conservation of resident piscivorous vertebrates. Fish production is one of the activities that is allowed inside the Sado Estuary Natural Reserve and otters are accused of losses since, allegedly part of the fish consumed is removed from the production tanks. To try to understand the origin of the preys with commercial interest – gilt-head bream and sole - that this carnivore consumes the analysis of isotopic compositions of C and N of bone collagen was used with fish from the estuary, from the production tanks of a selected fish farm and from scats collected along the perimeter of the same tanks. The effectiveness of three models in correcting the effects of lipids in carbon signatures was tested but none proved to be effective. Therefore, the extraction of this biochemical component was carried out in all samples analyzed. The δ15N values showed significant differences that allow to distinguish both gilt-head breams and soles of estuary from the ones of fish farms. The values of δ13C only allowed to distinguish the origin of gilt-head bream, since there weren’t significant differences between soles from estuary and from fish farms. The skeletal parts of gilt-head breams found in the scats seem to indicate that all are from the estuary, because they have δ15N values similar to those of the gilt-head bream fished there. Although these two groups have different δ13C values, even in the same order of magnitude, they may be reflecting the characteristics of the different locals of origin of the samples used: otter scats reflect the consume of preys in less deep waters at the margin of the estuary, while the fishes captured by the fisherman had origin in deeper waters. To the soles, the obtained data are not elucidative probably because of the small sample of animals consumed by otters. Still, overall there seems to be a preference of otters for the estuary in the detriment of the fish farm. The results of this study reveal the high potential of isotopic analyses to clarify the predatory pressure exerted by otters in fish farms of Sado estuary and, although these data are preliminary, they contribute to a better comprehension of the problem of otter conservation in that protected area.
Descrição: Tese de mestrado. Biologia (Biologia da Conservação). Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2011
URI: http://hdl.handle.net/10451/4831
Appears in Collections:FC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
ulfc092722_tm_elia_marques.pdf856,78 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia