Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Letras (FL) >
FL - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/484

Title: A raia alentejana medieval e os pólos de defesa militar : o castelo de Noudar e a defesa do património nacional
Authors: Calado, Hugo Miguel Pinto
Advisor: Varandas, José Manuel Henriques, 1963-
Keywords: Castelo de Noudar (Barrancos, Portugal)
História medieval
Património cultural
Protecção de monumentos
Teses de mestrado
Issue Date: 2007
Abstract: A dissertação de Mestrado A Raia Alentejana Medieval e os Pólos de Defesa Militar. O Castelo de Noudar e a Defesa do Património Nacional, tem o objectivo geral de estudo da área regional da raia alentejana no Baixo Alentejo, mais concretamente o distrito de Beja e o concelho de Barrancos. É aqui que o castelo de Noudar se insere, instalado numa elevação sobranceira ao rio Ardila, a cerca de 12 quilómetros de Barrancos, a sede de concelho, e numa área territorial situada entre dois cursos de água, o rio já referido e a ribeira da Murtega, que funcionavam, na Idade Média, como obstáculos naturais, dois fossos da natureza, que dificultavam o acesso à estrutura defensiva. A fortaleza de Noudar teve uma ocupação prolongada no tempo, com uma ocupação humana que vem desde a pré-história até ao século XIX, e que em época medieval se viu envolvida nas lutas da Cristandade contra o Islão, e posteriormente nas vicissitudes político-militares entre os reinos de Portugal e Castela. Este castelo foi mesmo mudando de proprietários várias vezes, durante o século XIII. Ao longo do século XX, as publicações e estudos sobre Noudar não abundam, pelo que esta circunstância afectou, sem condicionar, este trabalho. A bibliografia e artigos existentes sobe o castelo é já bastante antiga, mas que mostra que houve uma sensibilidade específica para o assunto, sendo a vir publicadas pequenas referências e mesmo monografias sobre a estrutura defensiva alentejana. A ausência de publicações sobre Noudar não é estranha, pois a situação periférica e quase marginal do castelo (também da vila de Barrancos), colocaram a estrutura numa situação de pouca visibilidade por parte dos investigadores que se debruçaram sobre as temáticas das estruturas fortificadas. Este castelo insere-se, na Idade Média, numa fronteira, primeiro com o Islão, depois com o reino de Castela. Mas que não se enquadra numa linha político-administrativa de separação t
The thesis of mastership A Raia Alentejana Medieval e os Pólos de Defesa Militar. O Castelo de Noudar e a Defesa do Património Nacional, as the general objective of study of the regional area called Raia Alentejana, situated in Baixo Alentejo, concretely in Beja district and close to the Barrancos village.It's here that the castle of Noudar is placed, in an elevation close to Ardila river, in a distance of twelve kilometres from Barrancos, in a territorial area situated between two water courses, Ardila River and Murtega creek, that worked, in the Middle Age, as natural obstacles, like two nature's pits, that turned difficult the access to the fortress.The fortress of Noudar had an human occupation prolonged in time, since pre-historic periods, until the XIX century, and in medieval period, she was involved in the struggles between Christianity against Islam, and after, that, she got involved in political-military problems between the kingdoms of Portugal and Castile. This castle changed of owner several times, during XIII century.During the XX century, the publications and studies about Noudar were very little, and this circumstance affected, without conditioning, the present work. The bibliography and existent articles about the castle is already a little old, but shows some specific sensibility to the matter, and were published several small references and studies about this defensive structure of Alentejo.The absence of publications about Noudar it is not strange, because of is peripheral situation and almost marginal of the castle (also of Barrancos villge), that placed the structure in a situation of short visibility by the side of the investigators that cared about the thematic of fortified structures.This castle is inserted, in the Middle Age, in a frontier, first with Islam, than with Castile kingdom. But he is not framed in a political-administrative line of total and complete separation of populations that, living near the frontier, continue to c
Description: Tese de mestrado em História Regional e Local apresentada à Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, 2008
URI: http://sibul.reitoria.ul.pt/F/?func=item-global&doc_library=ULB01&type=03&doc_number=000523876
http://hdl.handle.net/10451/484
Appears in Collections:FL - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
16536_A%20Raia%20alentejana%20durante%20a%20Idade%20M.pdf2.01 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE