Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Psicologia (FP) >
FP - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/4856

Title: Percepção da pressão de pares na tomada de decisão dos adolescentes
Authors: Ribeiro, Sara Raquel Teixeira
Advisor: Marujo, Helena Águeda, 1958-
Keywords: Psicologia do adolescente
Tomada de decisão
Relações amorosas
Teses de mestrado - 2011
Issue Date: 2011
Abstract: A literatura científica refere-nos diversos estudos relativamente à pressão de pares percepcionada pelos adolescentes. Estas investigações prendem-se com questões ligadas à grande tarefa desenvolvimentista desta fase, a autonomia (Fleming, 2004), em que é procurada pelos adolescentes uma independência em relação aos pais, passando deste modo os pares a desempenharem um papel de grande relevância. A par desta grande tarefa desenvolvimentista, surgem na vida dos adolescentes tarefas características desta fase, como o início das relações amorosas (Furman, 2002) e a exploração de um percurso curricular (Super & Hall, 1978). A literatura afirma que os pares desempenham um papel muito importante, determinante e influente na vivência das relações amorosas (Brown, 1999) e os pais assumem um papel mais influente nos temas relacionados com as decisões orientadas para o futuro e a escolha de uma carreira (Hans Sebab, 1986, cit. por Shaffer, 2005) ainda que seja defendido que os pares assumam um papel de especial relevância (Nurmi, 1991, 2001; Malmberg, 2001). Estes dados sugerem a necessidade de aprofundar e estudar qualitativamente este fenómeno, e a relação existente entre estes acontecimentos tornando-se saliente a pertinência deste estudo. Desta forma, o objectivo da presente investigação prende-se com o estudo da percepção que os adolescentes têm da pressão de pares na tomada de decisão, nomeadamente na escolha de um percurso curricular e na escolha de um parceiro romântico. A metodologia utilizada consistiu na realização de oito entrevistas semi-estruturadas a adolescentes entre os 14 e os 17 anos, privilegiando assim uma abordagem qualitativa, onde a riqueza dos dados justifica a escolha da metodologia. Os resultados desta investigação indicam que não parecem existir nem ser percepcionadas pressões do grupo de pares nas tomadas de decisão estudadas. Quanto à escolha de um parceiro romântico, os adolescentes tendem a seguir a sua vontade própria, não mostrando sofrer influências. Ao nível das decisões quanto ao percurso curricular, os adolescentes também tendem a escolher de acordo com a sua preferência pessoal no entanto são os pais que funcionam como maior agente de influência. Todos os adolescentes entrevistados assumem que tanto os pares como os pais funcionam como base e suporte emocional.
The scientific literature refers to several studies on peer pressure perceived by adolescents. These investigations are linked to issues related to the great task of this developmental stage, autonomy (Fleming, 2004), which is searched by a adolescence independence from their parents, peers through this way to play a major role. Alongside this major developmental task, in the lives of adolescents arise tasks that are common of this phase, as the beginning of romantic relationships (Furman, 2002) and career developmental (Super & Hall, 1978). The literature states that peers play a very important and influential role in the experience of romantic relationships (Brown, 1999) and parents play a more influential role in issues related to future-oriented decisions and choosing a career (Hans Sebab, 1986, cit. by Shaffer, 2005) although it is argued that the couple take a role of special relevance (Nurmi, 1991, 2001, Malmberg, 2001). These data suggest the need for going deeper and study qualitatively this phenomenon, and the relationship between these events making it emphasizes the relevance of this study. This way, the goal of this research concerns the study of perception that adolescents have the peer pressure in decision-making, particularly in choosing a career development and the choice of a romantic partner. The methodology consisted in eight semi-structured interviews to adolescents between 14 and 17 years old, giving the privilege to a qualitative approach, where the wealth of data justifies the choice of methodology. The results of this investigation indicate that there seem to be or be perceived peer pressure in decision-making study. As the choice of a romantic partner, adolescents tend to follow their own will without being influenced. In terms of decisions about career development, teenagers also tend to choose according to personal preference; however the parents are the ones who work as a major influence. All the interviewed adolescents assume that both parents and peers act as a base and emotional support.
Description: Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde - Núcleo de Psicoterapia Cognitivo-Comportamental e Integrativa), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2011
URI: http://hdl.handle.net/10451/4856
Appears in Collections:FP - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
ulfpie039628_tm.pdf865.42 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE