Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Instituto de Ciências Sociais (ICS) >
ICS - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/4876

Título: As eleições presidenciais através das sondagens : factores de desvio e evolução das intenções de voto
Autor: Pereira, Miguel Maria, 1987-
Orientador: Magalhães, Pedro, 1970-
Palavras-chave: Sondagens
Eleições presidenciais
Estudos de opinião
Intenções de voto
Teses de Mestrado - 2011
Issue Date: 2011
Resumo: As sondagens são uma presença comum em períodos de eleições. Enquanto estudos amostrais, gozam da característica rara de poderem ser confrontadas com uma proxy dos parâmetros da população: o resultado das eleições. Desta forma, permitem identificar os factores que afectam as estimativas obtidas. Este trabalho olha para as sondagens realizadas em contexto de eleições para a Presidência da República, entre 1986 e 2011. A análise dos desvios entre estimativas de intenção de voto e resultados eleitorais aponta para a predominância dos factores contextuais sobre a metodologia. A candidatura do incumbente também revela um papel decisivo no comportamento das intenções de voto. Em anos de reeleição, o período pré-eleitoral tem uma capacidade de afectar as preferências políticas dos eleitores que não se observa noutras eleições. A explicação encontrada indica que o contingente de apoio com que o incumbente parte para a eleição se dilui com o decorrer da campanha. É desta forma que a análise dos estudos pré-eleitorais lança pistas sobre o comportamento eleitoral em eleições (semi)presidenciais. Já o estudo dos factores de enviesamento replica o modelo empregue por Magalhães et al. (2011) no estudo de sondagens para eleições legislativas, europeias e autárquicas. Os resultados indicam que os desvios sistemáticos em que as sondagens incorrem têm um padrão comum a todo o panorama eleitoral português. Esta observação chama a atenção para a incapacidade dos institutos captarem as diferenças entre intenções e comportamentos dos inquiridos, independentemente do contexto eleitoral e da experiência acumulada.
Polls are commonly present during pre-election time. Since they are studies based on samples, they have the rare feature of affording a comparison with a proxy of population parameters: the election results. In this way, it is possible to identify the causes behind the attained estimates. This research looks at polls pertaining to the Portuguese presidential elections, between 1986 and 2011. The analysis of deviations between vote intention estimates and electoral results point to the predominance of contextual effects over methodology. The incumbent`s run for re-election also reveals a crucial role in the behavior of voter intentions. In those years the campaign exhibits an unmatched capacity to affect the electorate´s political preferences. The explanation found indicates that the number of incumbent supporters decreases as the campaign progresses. Thus, the analysis of polls sheds light about voting behavior in (semi)presidential elections. The study about bias effects replicates the model used by Magalhães et al. (2011) on polls pertaining National Assembly, European and local elections. The results reveal that poll‟s systematic deviances are common to the entire Portuguese electoral panorama. This calls attention to the inability of the institutes to detect the differences between intentions and behaviors, regardless of the electoral context and the accumulated experience.
Descrição: Tese de Mestrado em Política Comparada, apresentada à Universidade de Lisboa, através do Instituto de Ciências Sociais em 2011
URI: http://hdl.handle.net/10451/4876
Appears in Collections:ICS - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
As Eleições Presidenciais Através das Sondagens.pdf1,28 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia