Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Ciências (FC) >
FC - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/4920

Título: Utilização de metodologia Bayesiana e métodos de comparação indirecta em meta-análise: uma aplicação ao tratamento de mieloma múltiplo
Autor: Esteves, Susana Luísa Augusto
Orientador: Turkman, Maria Antónia Amaral, 1949-
Silva, Maria Ramos Lopes Gomes da
Palavras-chave: Meta-análise
Comparação indirecta
Mieloma múltiplo
Talidomida
Bortezomib
Lenalidomida
Teses de mestrado - 2009
Issue Date: 2009
Resumo: Nos últimos anos, os fármacos talidomida, bortezomib e lenalidomida vieram alterar o paradigma do tratamento de mieloma múltiplo (MM). Actualmente a associação melfalano-prednisona-talidomida (MPT) é a terapêutica de primeira linha de referência em doentes idosos ou não elegíveis para transplantação de progenitores hematopoiéticos. Estudos recentes revelaram outras associações com potencial interesse neste contexto clínico tais como melfalano-prednisona-bortezomib (MPV), melfalano-prednisona-bortezomibtalidomida (MPV-T), talidomida- dexametasona (TD) e lenalidomida- dexametasona (RD). Foi feita uma revisão sistemática e uma meta-análise com o objectivo de comparar, usando métodos de comparação indirecta, a eficácia destes novos regimes terapêuticos no tratamento de MM. O critério de eficácia utilizado foi a taxa de resposta. Os ensaios clínicos aleatorizados relevantes foram identificados mediante pesquisa no PubMed, que foi complementada com publicações apresentadas em congressos, e posteriormente seleccionados atendendo a critéios préestabelecidos. Foi utilizado um modelo Bayesiano hierárquico de efeitos aleatórios. Foram incluídos 15 ensaios clínicos (total de 4857 doentes). Na análise comparativa com MPT, os resultados indicam uma tendência para aumento das chances de resposta com os tratamentos MPV em 41%, MPV-T em 128% e RD em 64%, embora sem significado estatístico. A chance de resposta a TD foi inferior em relação a MPT (razão das chances, 0.57, HPD 95%, 0.2-1.0). Os tratamentos MPV-T, MPV e RD foram os que apresentaram taxas de resposta mais elevadas, 81%, 75% e 74%, respectivamente. Estes resultados devem ser encarados com precaução dada a escassez de dados e, em particular, dada a amplitude dos intervalos HPD 95% das comparações envolvendo MPV-T e RD e a variabilidade da taxa de resposta encontrada na análise de sensibilidade. A metodologia utilizada possibilitou a avaliação simultânea de múltiplas opções terapêuticas mediante integração de toda a evidência (directa e indirecta) considerada relevante neste contexto clínico. Ao possibilitar a realização de comparações que nunca foram e que provavelmente nunca virão a ser testadas em ensaios clínicos aleatorizados, esta metodologia revela várias potencialidades enquanto ferramenta auxiliar na decisão clínica e no desenvolvimento de estudos futuros.
The recent introduction of the novel drugs thalidomid, bortezomib and lenalidomide changed the treatment paradigm for multiple myeloma (MM). The combination regimen melphalan-prednisone-thalidomid (MPT) is the current standard treatment in newly diagnosed elderly patients who are ineligible for hematopoietic stem cell transplantation. In recent studies, other combination regimens have demonstrated substancial activity in this clinical setting such as: melphalan-prednisone-bortezomib (MPV), melphalanprednisone- bortezomib-thalidomide (MPV-T), thalidomide-dexamethasone (TD) and lenalidomide-dexamethasone (RD). A systematic review and mixed treatment comparison meta-analysis was performed to compare these new regimens using objective response as efficacy endpoint. Relevant randomized controlled trials (RCTs) were identified using PubMed and in conference abstracts. Studies were subsequently selected according to pre-established criteria. A Bayesian hierarchical random-effects model was used in the analysis. Fifteen RCTs were included in the analysis, involving a total of 4857 MM patients. There was a trend to improved odds of response to treatment with MPV (41% increase), MPV-T (128% increase) and RD (64% increase) in comparison with MPT, although not statistically significant. The odds of response to TD was lower than MPT (odds ratio, 0.57; 95% HPD, 0.2-1.0). Higher response rates were obtained with MPV-T (81%), MPV (75%) and RD (74%). These results should be interpreted with caution given the limited data available, particularly when considering the extent of the 95% HPD intervals of comparisons involving MPV-T and RD and the variability of response rate found in the sensitivity analysis. This methodology allowed simultaneous comparison of multiple treatment options through assessment of all direct and indirect evidence considered relevant in this clinical setting. By allowing for comparisons that have never been (and will probably never be) tested in RCTs, this approach reveals a great potential for use in clinical decision making and in the design of future studies.
Descrição: Tese de mestrado, Bioestatística, Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2009
URI: http://hdl.handle.net/10451/4920
Appears in Collections:FC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
ulfc096141_tm_Susana_Esteves.pdf6,98 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia