Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Psicologia (FP) >
FP - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/4949

Título: Mães de crianças em idade escolar : stress parental e estilos de vinculação da mãe e da criança
Autor: Santos, Andreia Filipa Vieira
Orientador: Santos, Salomé Vieira, 1959-
Palavras-chave: Stress parental
Vinculação
Relação mãe-criança
Crianças em idade escolar
Teses de mestrado - 2011
Issue Date: 2011
Resumo: O presente estudo foca três dimensões – stress parental, estilo de vinculação materno e estilo de vinculação da criança (percepção materna) - numa amostra não-clínica de mães. Pretende-se: (1) averiguar se as mães com estilos de vinculação seguro e inseguro se distinguem no stress parental; (2) analisar se há variações no estilo de vinculação da criança (seguro, ansioso/ambivalente e evitante) em função do estilo de vinculação da mãe; (3) determinar se o estilo de vinculação da criança é um preditor do stress parental; (4) explorar a relação do stress parental e dos estilos de vinculação da mãe e da criança com variáveis sócio-demográficas (mãe/criança). Participaram no estudo 73 mães de crianças com idades entre os 7 e os 12 anos. Utilizaram-se três instrumentos, o Índice de Stress Parental, o Questionário de Estilo Relacional, e o Inventário sobre a Vinculação na Infância e Adolescência, para avaliar, respectivamente, o stress parental, o estilo de vinculação da mãe e a percepção materna da vinculação da criança. Foi ainda construída uma Ficha de Recolha de Informação para a obtenção de dados sócio-demográficos (mãe, criança e agregado familiar). Os resultados mostram que as mães com estilos de vinculação seguro e inseguro não se distinguem significativamente no stress parental experimentado, mas distinguem-se na percepção do estilo de vinculação da criança (resultado significativo para o estilo evitante e marginalmente significativo para os estilos seguro e ansioso/ambivalente). Verifica-se ainda que a vinculação segura na criança é um preditor do stress parental (Domínio da Criança/Domínio dos Pais), sendo este menor quando há a percepção de maior recurso a comportamentos de tipo seguro. Relativamente às variáveis sócio-demográficas, o número de filhos associa-se significativamente com o estilo de vinculação materno, e o desempenho escolar com o stress parental e com o estilo de vinculação da criança.
The present study focuses on three dimensions – parenting stress, attachment style of the mother and attachment style of the child (mothers’s perception) – in a non-clinical sample of mothers. The main aims are: (1) to examine whether mothers with secure and insecure attachment styles differentiate in parenting stress; (2) to analyze if there are differences in the child’s attachment style (secure, anxious/ambivalent and avoidant) as a function of the mother’s attachment style; (3) to determine whether the child’s attachment style is a predictor of parenting stress; (4) to explore the relationship of parenting stress, mother’s attachment style and children’s attachment style with socio-demographic variables (mother/child). 73 mothers of children aged 7 to 12 years old participated in the study. Portuguese adaptations of the Parenting Stress Index and the Relationship Questionnaire, and the Inventário sobre a Vinculação na Infância e Adolescência were used to measure the parenting stress, the attachment style of the mother and the maternal perception of the child’s attachment style. A form was also designed to obtain socio-demographic data (mother, child and family). The results show that mothers with secure and insecure attachment styles do not differentiate significantly in parenting stress, but they differentiate in the perception of the child’s attachment style (significant result for the avoidant style, and marginally significant results for the secure and ambivalent/anxious styles). Secure attachment of the child was also found to be a predictor of parenting stress (Child Domain/Parent Domain). With regard to the social-demographic variables, the number of children is significantly associated with the mother’s attachment style, and the child’s school achievement is significantly correlated with both parenting stress and the child’s attachment style.
Descrição: Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde - Núcleo de Psicologia Clínica Dinâmica), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2011
URI: http://hdl.handle.net/10451/4949
Appears in Collections:FP - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
ulfpie039653_tm.pdf794,62 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE