Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Letras (FL) >
FL - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/495

Título: Proust, escritor de Pastiches
Autor: Pinto, Constança Vaz
Orientador: Tamen, Miguel, 1960-
Palavras-chave: Proust, Marcel, 1871-1922
Literatura francesa - séc.19-20
Formas e géneros literários
Criação literária
Issue Date: 2008
Resumo: À luz do que foi lido em textos de crítica, ensaio ou ficção do autor Marcel Proust, pretendo com este trabalho mostrar que a utilização do pastiche no seu discurso consiste numa interpretação criativa fundada na influência e consideração por outros escritores, aqui tomados, em certa medida, como modelos. Proust detecta na dicção escolhida os traços que a distinguem de outras, e elabora, com eles, uma nova configuração daquilo que será facilmente reconhecido como um estilo característico. Interessa-me argumentar que este é um processo consciente, reforçado na entidade particularmente mimética do autor, que não exclui, no entanto, o pastiche imediato ou involuntário. Gostaria de concluir que a escolha do pastiche integra o discurso proustiano na originalidade reconhecida, tanto no estilo quanto no conteúdo essencial do programa estético que toma a arte (e a literatura) como actos para a perenidade.
With this work I intend to discuss, based upon some of the texts written by the author Marcel Proust, that the use of pastiche in his discourse consists on a creative interpretation, funded upon the influence and the respect towards other writers, here understood, in some way, as his models. Proust detects in their ways of writing the key elements which differentiates them from other writings, making with them a new form which will be easily recognisable as a characteristic style. I would like to show that this is a conscientious process, reinforced by the strongly mimetic entity of the author, which, however, does not exclude the immediate or involuntary pastiche. It is my wish to conclude that, the choice of the pastiche integrates proustien writing in its originality, both as to the style, as well as to the essential content of his aesthetic programme.
Descrição: Tese de mestrado em Teoria da Literatura apresentada à Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, 2008
URI: http://hdl.handle.net/10451/495
Appears in Collections:FL - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
17767_CapadateseProustescritordepastiches.pdf16,34 kBAdobe PDFView/Open
17768_TeseProustescritordepastiches.pdf325,03 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia