Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Ciências (FC) >
FC - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/4951

Title: Pesquisa de anticorpos anti-HLA em dadoras de sangue do centro Regional de Sangue Lisboa como medida preventiva de TRALI
Authors: Rodrigues, Carla Isabel de Jesus Neto, 1973-
Advisor: Malcata, Conceição
Dias, Deodália Maria Antunes, 1952-
Keywords: Transfusão de sangue
Anticorpos
Gravidez
Teses de mestrado - 2011
Issue Date: 2011
Abstract: TRALI é uma reacção transfusional grave associada à transfusão de componentes sanguíneos. É caracterizado por insuficiência respiratória aguda, edema pulmonar bilateral e hipoxia severa, sem comprometimento cardíaco, ocorrendo durante ou dentro das 6 horas, após a transfusão de um ou mais componentes sanguíneos. Foi demonstrado que uma parte dos casos de TRALI é devida a anticorpos contra antigénios de neutrófilos humanos (HNA) ou contra antigénios de leucócitos humanos (HLA) de classe I e de classe II. Os anticorpos anti-HLA no dador são formados pela exposição a células ou tecidos de outro ser humano (alo-exposição). Esta alo-exposição pode ser provocada por gravidez, transfusão de componentes sanguíneos ou transplante de stem cells, tecidos ou órgãos. Contudo nem sempre a alo exposição termina com a formação de anticorpos (alo-imunização). Partindo do pressuposto que todos os dadores que tenham sido transfundidos são eliminados da dádiva só nos resta a aloexposição por gravidez. Assim a pesquisa de anticorpos anti-HLA classe I e classe II foram realizadas a um grupo de dadores de sangue, do sexo feminino com história prévia de gravidez, do Centro Regional de sangue de Lisboa. Das 400 dadoras estudadas podemos concluir que cerca de 12% apresentam HLA classe I, 12% apresenta HLA classe II e 3% apresentam HLA classe I e classe II. O total de aloimunizações neste grupo de estudo ronda os 21%. A frequência de anticorpos anti-HLA classe II para o caso de dadoras com três ou mais gestações é bastante maior comparada com o caso de dadoras com uma ou duas gestações, embora possamos concluir que no caso das dadoras em que as gestações levaram a aborto, pelo reduzido tempo de exposição não levou à imunização induzida por anticorpos anti-HLA. Como conclusão podemos aplicar as medidas, implementadas por outros países, para redução dos casos de TRALI que passa por reduzir o uso de PFC das dadoras do sexo feminino, dar preferência aos dadores do sexo masculino no caso de colheita de componentes sanguíneos por aférese e a pesquisa de anticorpos anti-HLA a todas as dadoras de primeira vez e sempre que sejam aloexpostas.
Serious reaction transfusion associated with blood components transfusion (TRALI) is characterized by acute respiratory failure, bilateral pulmonary edema and severe hypoxia, without cardiac involvement, and occurs during or within 6 hours after transfusion of one or more blood components. It is demonstrated that part of TRALI cases is due to antibodies against either human neutrophils antigens (HNA) or human leukocyte antigen (HLA) class I and class II. Anti-HLA antibodies in the donor are formed by exposure to tissues and cells from another human being (allo-exposure). This allo-exposure may be caused by pregnancy, transfusion off blood components or transplant of stem cells, tissues or organs. However not always allo-exposure ends with antibodies formation (allo-immunization). On the assumption that all donors have been transfused are eliminated to the donation, only allo-exposure by pregnancy is important to study. The detection of leukocyte antibodies (anti-HLA) class I and class II in blood donors with history of pregnancy was determined in the Lisbon Regional Blood Center. A total of 400 female donors were tested. HLA allo-immunization was observed about 12% of these donors presented HLA class I, 12% class II and 3% HLA classe I and II. Leucocyte antibody prevalence in the total of female donors was about 21%. We observed that HLA antibodies prevalence is clearly related to the number of previous pregnancies. Prevalence of HLA alloimunization increases with the parity and in the case of women with only aborted pregnancies the reduced exposure time did not lead to immunization-induced by antibodies HLA. In conclusion, we have described that preventive measures, such as transfusion of plasma-rich blood components from male donors or questioning female donors about a history of pregnancy and testing those at risk of sensitization for HLA antibodies or preferentially recruited male apheresis donors, are effective in the reduction of severe and fatal TRALI.
Description: Tese de mestrado. Biologia (Biologia Humana e Ambiente). Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2011
URI: http://hdl.handle.net/10451/4951
Appears in Collections:FC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
ulfc092717_tm_carla_rodrigues.pdf2.63 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE