Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Ciências (FC) >
FC - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/5029

Título: Controlo estrutural e evolução tectónica dos diapiros salíferos na Bacia Lusitânica
Autor: Fernandes, Ana Rita da Graça Barbosa Branco
Orientador: Terrinha, Pedro, 1959-
Rosas, Filipe Medeiros, 1970-
Palavras-chave: Bacia Lusitânica
Diapirismo
Rifting
Inversão
Teses de mestrado - 2009
Issue Date: 2009
Resumo: Apresenta-se uma análise das estruturas diapíricas salíferas da Bacia Lusitânica com objectivo de classificar o seu enquadramento e evolução tectono-estrutural e cronológica. Para atingir estes objectivos efectuou-se uma recolha bibliográfica temática, análise e síntese pormenorizadas das estruturas diapíricas representadas nas cartas geológicas publicadas à escala 1/50.000 e seleccionaram-se dois casos de estudo específicos, os diapiros de Matacães e de Sesimbra. Sobre este último, especificamente, efectuou-se interpretação de fotografia aérea em estereoscopia e observação de campo em afloramentos seleccionados. Ainda em relação ao diapiro de Sesimbra efectuou-se a interpretação sismo-estratigráfica e estrutural de uma linha sísmica de reflexão de média resolução (sistema BOOMER) localizada na plataforma continental, próximo da linha de costa, em frente ao diapiro de Sesimbra. Os resultados relativos ao controlo estrutural e idade de instalação levam a crer a existência de dois grupos de diapiros, a saber. Um grupo localizado nos sectores central e norte da bacia, com início e desenvolvimento essencialmente durante o Jurássico e retoma da deformação tectónica durante a inversão tectónica cenozóica. O segundo grupo é constituído pelos casos de estudo de Sesimbra e Matacães, localizados no sector sul da bacia, cujo início e desenvolvimento ocorreu durante o Paleogénico e Miocénico, não sendo de excluir uma fase precoce no Cretácico superior. Estes resultados apontam do sentido de haver diapirismo desencadeado por processos distensivos de rifting nas partes mais profundas da bacia (sectores centro e norte) e por inversão tectónica de falhas herdadas do rifting e, eventualmente, por aquecimento magmático, nas partes menos profundas e menos estiradas (sector sul).
In this work is presented the analysis of the structural and tectonic evolution of the salt diapirs of the Lusitanian Basin. In order to achieve this objective the following procedures were followed, i) literature review on diapirism, stratigraphy and tectonics of the Lusitanian Basin, ii) detailed analysis and synthesis of the published 1/50.000 scale geological maps of the areas where salt structures occur, iii) selection of two case studies for detailed study, the Matacães and Sesimbra diapir in the southern sector of the Lusitanian Basin. Aerial photo interpretation of stereoscopic photo-pairs of the Sesimbra diaper was carried out and specific outcrops were selected for field inspection to confirm structural interpretations. Structural and seismostratigraphic interpretation of one single channel seismic profile (BOOMER) located on the continental shelf off the Sesimbra diapir was performed in order to better image and understand the structural relationship of this diapir and the country rocks. The results of this study indicate two groups of diapirs in what respects their structural control. One group consists of diapirs that are located in the central and northern sectors of the Lusitanian basin that initiated ascent and developed during the Jurassic. The second group of diapirs consists of the Matacães and Sesimbra diapirs, which are located in the southern sector of the Lusitanian Basin. These diapirs initiated their ascent possibly in the Late Cretaceous and developed during the Paleogene and Miocene. The first group, which is located in a deeper and more stretched part of the basin, was controlled by extensional rifting tectonics. The second group developed during tectonic inversion of the Portuguese continental margins. It is possible that initiation of diapirism, tectonic inversion and the alkaline magmatism are simultaneous in the southern sector of the Lusitanian Basin making it not possible, at this stage, to discern between the contributions of tectonics and magmatism in the triggering of the salt movement.
Descrição: Tese de mestrado, Geologia (Geologia Estrutural), Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2009
URI: http://hdl.handle.net/10451/5029
Appears in Collections:FC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
ulfc095849_tm_Ana_Rita_Fernandes.pdf4,74 MBAdobe PDFView/Open
Restrict Access. You can request a copy!
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia