Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Psicologia (FP) >
FP - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/5036

Título: Educação sexual : uma metodologia formal vs lúdica-emocional
Autor: Jesus, Andreia Almeida de
Orientador: Alvarez, Maria João, 1963-
Palavras-chave: Educação sexual
Emoções
Planeamento familiar
Violência conjugal
Teses de mestrado - 2011
Issue Date: 2011
Resumo: A Educação Sexual (ES) é um processo que visa informar, mas também promover o debate e a escolha crítica dos jovens, ao longo de todo o percurso escolar. Contudo, a maioria das intervenções utiliza metodologias mais expositivas e formais com recurso a materiais mais usuais. Neste estudo, pretendeu-se compreender o impacto de uma intervenção com materiais mais lúdicos e emocionais na mudança de atitudes e conhecimentos no âmbito da ES. Participaram no estudo 113 jovens do 9º ano de duas escolas básicas. O estudo teve um design quase-experimental com dois grupos experimentais (um com materiais da Associação para o Planeamento da Família (APF) e outro com o material Baralhações) e um grupo controlo (onde se realizaram actividades recreativas), com duas sessões cada (uma sobre IVG e outra sobre Namoro Violento nas condições experimentais). A avaliação ocorreu em pré e pós-teste, através de três questionários de auto-relato (Questionário de Conhecimentos, Questionário de Atitudes e Questionário de Satisfação). Os resultados revelaram diferenças significativas para os conhecimentos acerca da IVG nos grupos experimentais, comparativamente ao grupo de controlo. Não se registaram diferenças entre os conhecimentos do Namoro Violento, nem nas atitudes acerca da IVG e do Namoro Violento. Quanto ao nível de satisfação com a 1ª sessão, detectaram-se diferenças significativas, revelando o grupo de controlo maior satisfação do que o grupo APF. Relativamente à satisfação com a 2ª sessão, existiram diferenças entre o grupo Baralhações e o grupo APF e novamente entre grupo controlo e o grupo APF. Os jovens demonstraram maior satisfação com actividades lúdicas e recreativas do que com actividades mais formais. A mudança nos conhecimentos numa intervenção breve e, em particular, a maior satisfação com a metodologia lúdico/emocional encontrada, são aspectos que incentivam ao desenvolvimento de uma intervenção mais longa e com recurso a um leque mais vasto de tópicos, através da metodologia lúdico/emocional utilizada.
Sexual Education (SE) is a process that aims to cover the entire educational system from teenagers to young adults, not only to inform them but also to promote their critical thinking and aid them with informed decisions. The majority of such interventions however, uses more formal, exposing methodologies with the resource of more conventional materials for that purpose. This particular study tries to understand the impact of such intervention with more recreational and emotional materials through the change of perception and knowledge about Sexual Education. In this study, 113 pupils from the 9th Grade of two schools participated. The study had a quasi-experimental design with two experimental and one control group which used different set of activities (one experimental group using materials from APF, the other from “Baralhações” and the "control group" played other recreational activities), two sessions each about VPT and another about Violent Relationships. The evaluation occurred prior and after doing these tests through three self-knowledge questionnaires (Questionnaire of Knowledge, Questionnaire of Attitudes and Questionnaire of Satisfaction). Results have shown significant differences of knowledge about VPT in the experimental groups compared to the "control group". There were no differences between the knowledge about Violent Relationships nor the attitudes about VPT and Violent Relationships. As far as the satisfaction with the 1st session goes, significant differences were detected, revealing a higher satisfaction level with the "control group" than with the group using the APF's materials. These youngsters demonstrated higher satisfaction with the more engaging and recreational activities than with the ones using a more formal approach. The change of knowledge and attitude in a brief intervention, in particular the higher satisfaction with the more recreational/emotional methodology are aspects that create and incentive to the development of a longer, broader resource of topics through the recreational/emotional aproach.
Descrição: Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia da Educação e da Orientação), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2011
URI: http://hdl.handle.net/10451/5036
Appears in Collections:FP - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
ulfpie039703_tm.pdf921,87 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia