Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/5073
Título: Estudo transcultural da influência de variações na religiosidade sobre o bem-estar e a depressão
Autor: Peixeiro, Ana Rita Lacerda Pereira de Campos
Orientador: Moreira, João Manuel, 1964-
Palavras-chave: Religiosidade - Portugal
Bem-estar
Depressão (psicologia)
Teses de mestrado - 2011
Data de Defesa: 2011
Resumo: Com este estudo, pretendemos investigar se se verifica uma diferença entre nacionalidades na influência entre a religiosidade e o bem-estar. Partimos da ideia de que é mais importante para o bem-estar o “como se é religioso” do que o simples “ser-se ou não religioso”. Abordamos a questão do ponto de vista do processamento cognitivo dos conteúdos religiosos, partindo da Teoria das Crenças Pós-Críticas de Wulff, e do ponto de vista da motivação subjacente à religiosidade, com um enfâse particular na Teoria da Auto-Determinação de Deci e Ryan. A amostra final conta com um total de 380 sujeitos, repartidos por 6 nacionalidades: 245 portugueses, 40 brasileiros, 29 irlandeses, 24 franceses, 22 canadianos e 20 espanhóis. Cada nacionalidade foi analisada em separado com o objectivo de se encontrar para cada uma o efeito dos tipos de religiosidade na satisfação com a vida e na sintomatologia depressiva, nomeadamente se a sintomatologia depressiva é explicada por uma motivação mais controlada e uma interpretação literal e se a satisfação com a vida pode ser prevista por um tipo de motivação mais autónoma e uma interpretação simbólica dos conteúdos religiosos. Os resultados obtidos revelam diferenças significativas entre cada nacionalidade, sendo apresentadas algumas sugestões explicativas do porquê dessas diferenças.
The present research aims to explore whether there is an inter-nationalities difference in the influence between religiousness and well-being. We consider that the question of how one is religious is more important than whether or not one is religious. The question is approached from the cognitive processing point of view, stemming from Wulff’s Post-Critical Beliefs Theory, and from the motivational standpoint, focusing primarily on Deci and Ryan’s Self-Determination Theory. The final sample has 380 subjects: 245 Portuguese, 40 Brazilian, 29 Irish, 24 French, 20 Spanish and 22 Canadians. Each nationality was analyzed separately. The goal was to find to what extent the type of religiousness affects satisfaction with life and depression symptomatology, for each nationality separately. Namely, if depression is explained by a more controlled motivation and a literal interpretation of religious, and if satisfaction is life can be predicted by a more autonomous motivation and a symbolical interpretation of religious content. The obtained results reveal significant differences between nationalities, with some explanatory suggestions being presented as to why those differences might be occurring.
Descrição: Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde - Núcleo de Psicologia Clínica Dinâmica), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2011
URI: http://hdl.handle.net/10451/5073
Aparece nas colecções:FP - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfpie039711_tm.pdf363,74 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.