Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/5076
Título: Auto-eficácia na transição para o trabalho e percepção de barreiras em alunos do 12.º ano de cursos profissionais
Autor: Correia, Fátima Rubina Freitas
Orientador: Barros, Alexandra Figueiredo de, 1961-
Palavras-chave: Auto-eficácia
Percepção de barreiras
Transição escola/trabalho
Teses de mestrado - 2011
Data de Defesa: 2011
Resumo: Tendo por base a teoria sócio-cognitiva de Bandura (1986) e a teoria sócio-cognitiva da carreira de Lent, Brown e Hackett (1996), a presente investigação pretende caracterizar as crenças de auto-eficácia na transição para o trabalho e a percepção de barreiras na carreira em alunos do 12.º ano de escolaridade de Cursos Profissionais, assim como a relação entre estes dois construtos. Nesta investigação participaram 138 estudantes do 12.º ano de diferentes Cursos Profissionais, de nível IV, de três escolas de formação profissional, dos concelhos do Funchal e de Lisboa. Foram aplicados os seguintes instrumentos: o Questionário de Dados Pessoais, a Escala de Auto-Eficácia na Transição para o Trabalho (AETT; Vieira & Coimbra, 2005) e o Inventário de Percepção de Barreiras da Carreira – Revisto (IPBC-R; Cardoso, 2006). Os resultados obtidos indicam que não existem diferenças de género relativamente às crenças de auto-eficácia na transição para o trabalho, assim como na percepção de barreiras na carreira. Foram ainda identificadas correlações negativas e significativas entre a crença de auto-eficácia na adaptação ao trabalho e a percepção de algumas barreiras na transição para o trabalho como a discriminação geral, de discriminação sexual e de falta de suporte. Os dados apontam também para uma correlação negativa e significativa entre a crença de auto-eficácia na procura de emprego e a percepção de discriminação geral, no caso das raparigas.
Based on the socio-cognitive theory of Bandura (1986) and the social cognitive career theory of Lent, Brown & Hackett (1996), this research was aimed to characterize self-efficacy beliefs in school-to-work transition and perceived barriers of 12th grade professional courses students, as well as the relations between these two constructs. The participants in this study were 138 students from 12th grade of different Professionals Courses, level IV, in three vocational schools of Funchal and Lisbon. In this study were applied the following instruments: the Personal Data Questionnaire, the Transition-to-Work Self-Efficacy Scale (AETT) and the Perception of Career Barriers Inventory - Revised (IPBC-R). The results indicate that are no exist gender differences regarding self-efficacy beliefs in school-to-work transition as well as in perceived barriers. There were also identified significant negative correlations between self-efficacy beliefs of adaptation to work and the perception of some barriers in work transition such as general discrimination, sex discrimination and lack of support. This study also reveals a significant negative correlation between job search self-efficacy beliefs and general perception of discrimination, in female participants.
Descrição: Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia da Educação e da Orientação), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2011
URI: http://hdl.handle.net/10451/5076
Aparece nas colecções:FP - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfpie039696_tm.pdf1,37 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.