Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/5088
Título: Crenças de carreira e crenças de auto-eficácia na transição do ensino superior para o trabalho
Autor: Costa, Fátima Raquel Sá da
Orientador: Barros, Alexandra Figueiredo de, 1961-
Palavras-chave: Auto-eficácia
Crenças de carreira
Transição escola/trabalho
Teses de mestrado - 2011
Data de Defesa: 2011
Resumo: O presente estudo exploratório pretende caracterizar as crenças de carreira e as crenças de auto-eficácia dos estudantes universitários finalistas e a relação entre ambos os constructos, fundamentados pela Teoria da Aprendizagem de Krumboltz (1996) e pela Teoria do Desenvolvimento da Carreira (Lent, Hackett & Brown, 1994). À amostra, constituída por 170 jovens adultos de diferentes Faculdades da região de Lisboa, foi aplicado o Inventário de Crenças de Carreira (ICC; versão adaptada por Rafael, 2001) e a Escala de Auto-eficácia na Transição para o Trabalho (AETT; Vieira & Coimbra, 2005). Os resultados indicam que as variáveis representam diferentes dimensões psicológicas e apresentam, em geral, associações positivas baixas entre si. Sugere-se que estes estudantes percepcionam com alguma confiança esta etapa da carreira e que, de acordo com a literatura, algumas das suas crenças parecem corresponder a factores facilitadores para uma transição mais adaptativa; outras aparentam estar desajustadas face às exigências do mercado de trabalho. Este padrão foi semelhante para ambos os géneros. Os dados obtidos evidenciam a importância em explorar as crenças de carreira e em promover as crenças de auto-eficácia na transição do ensino superior para o trabalho.
The present exploratory study aims to characterize career beliefs and self-efficacy beliefs of university finalists students and the relation between both constructs, framed by Krumboltz´s Social Learning Theory and Social Cognitive Career Theory (Lent, Hackett & Brown, 1994). One hundred and seventy young adults from colleges of Lisbon region were assessed through the Career Beliefs Inventory (CBI; adapted version by Rafael, 2001) and the Scale of Self-efficacy in the Transition to Work (AETT; Vieira & Coimbra, 2005). The results indicate that these variables represent different psychological dimensions and point out to low positive relations between them. During this career phase, students show some self confidence and, some of these beliefs seem to enable an easier transition; other beliefs appear to be inappropriate to actual market labor demands. No differences were found between males and females. These results point out the importance in explore career beliefs and promote self-efficacy beliefs in the college transition to work.
Descrição: Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia da Educação e da Orientação), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2011
URI: http://hdl.handle.net/10451/5088
Aparece nas colecções:FP - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfpie039690_tm.pdf755,65 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.