Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/5142
Título: O bairro na cidade : a relação entre a satisfação residencial e a insegurança percebida nos moradores de um bairro urbano
Autor: Ferreira, Inês Alves de Matos Pires
Orientador: Lind, Wolfgang Rüdiger, 1952-
Palavras-chave: Insegurança
Satisfação residencial
Bairros urbanos
Teses de mestrado - 2011
Data de Defesa: 2011
Resumo: O presente estudo pretende averiguar a relação entre a Satisfação Residencial e Insegurança Percebida de indivíduos que habitam em contextos residenciais urbanos. Contou com a participação de 52 indivíduos, residentes de um bairro periférico da cidade de Lisboa. De forma a medir a Satisfação Residencial utilizou-se a Escala Breve da Qualidade do Ambiente Residencial Percebida (PREQ; Abbreviated Perceived Residential Environment Quality, Fornara, Bonaiuto & Bonnes, 2009; versão adaptada por Bettencourt, no prelo). Para proceder à medição da Insegurança Percebida utilizou-se a Escala de Insegurança Percebida (EIP; Ferreira e Lind, no prelo), criada para o efeito, a partir do Questionário de Mapas Cognitivos de Segurança e Insegurança (Sautkina, 2007). Realizada uma análise factorial da escala EIP foram extraídos três factores, designadamente Características Ambientais de Controlo Social, Medo do Crime e Representação do Local por Vitimação. Pela análise dos índices psicométricos é possível concluir sobre a qualidade deste instrumento. Os resultados obtidos indicam a existência de uma relação significativa negativa entre a Insegurança Percebida e a Satisfação Residencial nomeadamente com as características do ambiente residencial sócio-relacional e contextual. Da análise destes resultados verifica-se que o Medo do Crime é o factor de Insegurança Percebida mais relacionado com a Satisfação Residencial dos moradores. Foram ainda identificadas relações significativas entre a Satisfação Residencial e variáveis sócio-demográficas como a Idade, Nível de Escolaridade, Profissão, Tempo de Residência na Nova Habitação/Zona do Bairro e Tempo de Residência Anterior ao Realojamento. A Insegurança Percebida não se relaciona com nenhuma das variáveis consideradas. A presente investigação contribui para alargar o conhecimento sobre o conceito de Insegurança Percebida e, sobretudo, direccionar o estudo da Insegurança Percebida e Satisfação Residencial para a intervenção em contextos urbanos específicos.
The study hereby presented aims to analyse the relationship between Residential Satisfaction and Perceived Insecurity of the inhabitants of urban residential neighbourhoods. In this study the sample was of 52 individuals, all of them living in the same neighbourhood within Lisbon suburbs. In order to evaluate Residential Satisfaction we used the Abbreviated Perceived Residential Environment Quality scale (PREQ; Fornara, Bonaiuto & Bonnes, 2009; adapted by Bettencourt, in press). As far as the evaluation of Perceived Insecurity is concerned, we applied the Perceived Insecurity Scale (EIP; Ferreira & Lind, in press), created for this purpose, from the Cognitive Maps of Security and Insecurity Questionnaire (Sautkina, 2007). After undergoing a factual analysis of the EIP scale, we gathered three factors: Environment Characteristics of Social Control, Fear of Crime and Local Representation by Victimization. The analysis of psychometric properties led us to conclude in favour of the quality of that instrument. The results obtained show the existence of a significantly negative relationship between Perceived Insecurity and Residential Satisfaction, namely social-relational and contextual characteristics of the residential environment. The analysed data shows us that Fear of Crime is the Perceived Insecurity factor mostly linked to the inhabitants’ Residential Satisfaction. Furthermore, we identified various relevant correlations between Residential Satisfaction and socio-demographic variables such as age, educational level, profession, length of residence in the new house / neighbourhood area and the length of residence before relocation. However, Perceived Insecurity shows no correlation with these variables. This investigation has the asset of contributing to the enlargement of the concept of Perceived Insecurity and, above all, guiding the study of Perceived Insecurity and Residential Satisfaction to an intervention focused on specific urban contexts.
Descrição: Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde - Núcleo de Psicologia Clínica Sistémica), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2011
URI: http://hdl.handle.net/10451/5142
Aparece nas colecções:FP - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfpie039724_tm.pdf1,86 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.