Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/5171
Título: Migrações, geografia escolar e educação para a cidadania
Autor: Silva, Ana Celeste
Orientador: Cachinho, Herculano A. P., 1960-
Palavras-chave: Ensino da geografia
Migrações
Educação para a cidadania
Relatórios da prática de ensino supervisionada - 2011
Data de Defesa: 2011
Resumo: Migrações, Geografia Escolar e Educação para a Cidadania relata a prática de ensino supervisionada que desenvolvemos na disciplina de Geografia. Apresenta a concepção, implementação e avaliação de uma unidade didáctica, dirigida aos alunos da turma B do 8.º ano de escolaridade do CIMM, no âmbito do tema População e Povoamento e do subtema A distribuição e mobilidade da população. A unidade didáctica que concebemos tem os seus alicerces nas Migrações e nos Migrantes, mas igualmente na geografia escolar, que se pretende recentrada, social, problematizadora do real, global, sistémica e activa; e na educação para a cidadania. Não podendo ignorar que a sociedade actual é multicultural, a escola tem de estar preparada para formar um novo tipo de cidadão: o cidadão global. E este, por sua vez, deve ser detentor e defensor de valores como a tolerância, a igualdade, a justiça social, a liberdade e o respeito. Enquadrados por estes princípios da geografia escolar e pelas balizas dos paradigmas cognitivista e o ecológico-contextual, depois de estudarmos o fenómeno das migrações do ponto de vista científico, procurámos conhecer o contexto educativo em que ia decorrer a nossa prática de ensino: as instalações da escola e a respectiva filosofia de ensino; aqueles que iam ser os nossos alunos e o que pensavam sobre o tema das migrações, que pretendíamos leccionar. Definidos os nossos propósitos científicos e pedagógicos, concebemos uma unidade didáctica com experiências educativas e recursos didácticos diversificados. Privilegiámos as estratégias construtivistas, associadas a métodos activos, para que os alunos, de preferência em grupo, fossem autores das suas aprendizagens. Simultaneamente, promovemos a Educação para a Cidadania, pois partilhavam conclusões, debatiam ideias em sala de aula e estudavam migrantes oriundos de diferentes contextos geográficos e culturais. Concluída a implementação da unidade, afigurou-se necessário: a) valorizar o processo de ensino-aprendizagem, no momento da sua avaliação; b) continuar a promover experiências educativas que contribuíssem para a formação de uma consciência crítica e reflexiva, pois só esta permite a formação de cidadãos geograficamente competentes, autónomos e tolerantes.
Migrations, Educational Geography and Education for Citizenship reports the supervised practice that we developed on the Geography subject. It presents the conception, implementation and evaluation of a didactic unit, directed to the students of eight year, class B, from the school “Colégio Integrado Monte Maior”, according to the subject Population and Settlement and the sub theme, The distribution and population mobility. The didactic unit that we conceived had its roots on “Migrations on Migrants” as well as on educational geography, that is intended to be socially re centered, and a way of questioning a global, systemic and active reality; this must be done on education for citizenship as well. Not ignoring that the society of nowadays is a multicultural one, school has to be prepared to form and create a new type of citizen: the global citizen. And this one must defend and follow values like tolerance, equality, equal justice as well as freedom and respect. Having the principles of the educational geography in mind as well as the limits of the cognitive and contextual-ecological paradigms and after studying the migrations phenomena in a scientific point of view, we have tried to know the educational context in which our teaching practice would be taking place: the school structures and spaces and its learning philosophy; those who would be our students and those who thought about the migrations‟ theme, that we intended to teach. After defining our main aims (scientifically and pedagogically speaking), we conceive a didactic unit with educational experiences and diversified resources in didactic terms. We have privileged the constructivist strategies, associated to active methods, in order that students, preferentially in groups, were authors of their own learning processes. At the same time we promoted education for citizenship once they shared their conclusions, debated their ideas in the classroom and studied the group of migrants from different contexts (geographic and cultural). Concluding the implementation of the unit we found necessary to: a) value the learning and teaching process in the moment of their evaluation; b) continue to promote educational experiences that could contribute to form a reflective and critical consciousness, bearing in mind that only this kind of consciousness can allow the growing of geographically competent, autonomous and tolerant citizens.
Descrição: Relatório da prática de ensino supervisionada, Mestrado em Ensino da História e da Geografia, Universidade de Lisboa, 2011
URI: http://hdl.handle.net/10451/5171
Aparece nas colecções:REIT - Mestrados em Ensino

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfpie039743_tm.pdf9,81 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.