Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/530
Título: O estatuto da matemática em Portugal nos séculos XVI e XVIII
Autor: Mota, Bernardo M., 1977-
Orientador: Espírito Santo, Arnaldo, 1942-
Leitão, Henrique, 1964-
Palavras-chave: Matemática - Portugal - séc.16-18
História da ciência - Portugal - séc.16-18
Epistomologia
Teses de doutoramento - 2008
Data de Defesa: 2008
Resumo: Em Itália, no ano de 1547, Alessandro Piccolomini relançou uma discussão antiga sobre o estatuto epistemológico das ciências matemáticas e a sua relação com os outros ramos do conhecimento humano. Estes tópicos, que assentavam numa análise contrastiva entre a teoria da ciência aristotélica e a geometria euclidiana, já eram discutidos na Antiguidade Clássica, acabando por ser introduzidos nos currículos de filosofia das principais universidades europeias durante a Idade Média. Mais tarde, foram retomados no século XVI, com novo vigor e sob uma nova perspectiva renascentista. Nasceu assim um debate que ficou conhecido como a Quaestio de certitudine mathematicarum e enquadrou o processo de revisão da filosofia aristotélica e a construção da moderna cultura científica ocidental. Este trabalho pretende alcançar dois objectivos. Em primeiro lugar, procura-se reinterpretar a ideia que se tem do debate histórico sobre o estatuto científico da matemática; para tal, analisa-se o desenvolvimento do debate desde Aristóteles até ao século XVIII, procedendo-se a uma reorganização e reinterpretação de ideias que se encontram dispersas em diversos estudos modernos. Em segundo lugar, procura-se determinar o contributo dos autores nacionais para o debate. Ao longo do estudo, mostra-se que foram os Jesuítas os responsáveis pela divulgação do debate em Portugal, no final do século XVI, embora houvesse já uma discussão genérica e não sistemática sobre o estatuto científico da matemática no meio universitário e letrado português. Mostra-se, além disso, que o debate teve grande difusão no nosso país e estava presente nas mais reputadas estruturas de ensino jesuítas locais, como o Colégio das Artes (Coimbra), a Universidade de Évora ou ainda a Aula de Esfera (Lisboa). Esta última tem uma importância particular na construção do debate português, porque criou o único núcleo de matemáticos que pôde sustentar socialmente a oposição à argumentação antimatemática vinda de alguns filósofos. Finalmente, faz-se notar a significativa contribuição para a discussão a nível nacional e a nível internacional por parte dos Jesuítas portugueses.
In Italy, in the year 1547, Alessandro Piccolomini rekindled an old debate on the epistemological status of mathematics and its relationship with other areas of human knowledge. This discussion consisted mainly of comparing the Aristotelian model of science and Euclidian geometry. Such a comparative approach had already been made in ancient times and had been incorporated into the university's syllabi during the Middle Ages. Later, in the 16th century, it was resuscitated although within a whole new perspective. Thus arose the debate known as the Quaestio de certitudine mathematicarum. It provided the framework within which Aristotelian philosophy underwent renewed assessment, and ended up by forming the foundations of modern science. Two goals are pursued in this study. In first place, I intend to provide a reinterpretation of the modern idea about the debate. In order to do so, I will be trying to reconstruct its historical development until the 18th century. I shall also be attempting to reorganize ideas spread throughout many modern papers and articles. In second place, I will be trying to determine the role of Portuguese authors in the debate. I shall demonstrate that the Jesuits were responsible for diffusing the debate in Portugal as from the end of the 16th century, though there is evidence of earlier, random discussion along more general lines in the Portuguese university millieu. I will also argue that the debate was widespread in important local Jesuit institutions, such as the College of Arts (Coimbra), the University of Évora or even the Aula de Esfera (Lisboa). This Aula was particularly important in launching and consolidating the Portuguese debate, since it gave rise to the only group of mathematicians who were able to oppose the somehow anti-mathematical position of some philosophers. The relevant contribution by Portuguese Jesuits will be stressed owing to its impact on the debate at home and abroad.
Descrição: Tese de doutoramento em Estudos de Cultura (Cultura Clássica), apresentada à Universidade de Lisboa através da Faculdade de Letras, 2008
URI: http://hdl.handle.net/10451/530
Aparece nas colecções:FL - Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
16257_EstatutoMatPortugalXVIeXVII.pdf3,05 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.