Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Ciências (FC) >
FC - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/5357

Título: Impacto de cenários de alterações climáticas no regime de incêndios em Portugal
Autor: Menezes, Tomás Leonardo Teixeira de Calheiros e
Orientador: Pereira, Mário
Câmara, Carlos Portugal da, 1957-
Palavras-chave: Impactos de alterações climáticas
Cenário
Fogo rural
Regressão múltipla
Risco de incêndio
Teses de mestrado - 2010
Issue Date: 2010
Resumo: Rural fires are a major environmental, social and economic problem in Portugal, where the fire is characterized by a large inter-annual variability largely due to climate variability. The main purpose of this study is to assess the potential impact of regional climate change on wildfires in Portugal using a Burnt Area Model (BAM) based on meteorological information. The model is able to predict the decimal logarithm of July (August) burnt areas using, as predictors, the cumulated precipitation in March and April together with a fire index, the DSR (Daily Severity Rating), in May and June, and in July (August). The model is then fed with simulated data by a GCM respecting to present climate and to future IPCC emissions scenarios (b1 and a1b). Comparative analysis of meteorological variables for future scenarios with those respecting to present climate simulated by the GCM and observed by ECMWF reveals that temperature tends to increase and relative humidity to decrease, precipitation is expected to decline, especially in late spring, and the wind speed is expected to remain without significant changes. Such changes in meteorological variables are responsible for a significant increase in both fire indices (FWI and DSR). It is shown that samples of observed and simulated logarithms of burnt areas follow normal distributions. When comparing present climate with future climate scenario b1 (a1b), there are increases in the means of the logarithm of July and August burnt area values of 11% (28%), the standard deviation remaining almost unchanged for scenario b1 and presenting an increase of 25% for a1b. Estimates should however be interpreted with caution, but the approach developed consistently points to an increased risk of fire in future climate conditions, a larger inter-annual variability and a higher likelihood of occurrence of large fire events.
Os fogos rurais em Portugal constituem um severo problema ambiental, social e económico, caracterizando-se o regime de incêndios por uma grande variabilidade interanual devida, em grande parte, à variabilidade climática. O objectivo deste estudo é o de avaliar o impacto potencial das alterações climáticas regionais nos fogos rurais em Portugal utilizando um Modelo de Área Ardida (MAA) de base meteorológica. O modelo mostra-se capaz de modelar o logaritmo decimal da área ardida em Julho (Agosto) utilizando, como preditores, a precipitação acumulada em Março e Abril e o índice de risco de incêndio DSR (Daily Severity Rating) em Maio e Junho, e em Julho (Agosto). O modelo é depois utilizado com os dados simulados pelo GCM para o clima presente e para dois cenários futuros (a1b e b1). Uma comparação entre dados observados e simulados para o presente e futuro revela que a temperatura aumenta e a humidade relativa do ar diminui e a precipitação tende a diminuir, em especial no fim da Primavera, mantendo-se a velocidade do vento. As alterações previstas nas variáveis meteorológicas são responsáveis por um aumento considerável nos índices de risco de incêndio (FWI e DSR). As amostras dos logaritmos de área ardida observados e simulados com o MAA apresentam distribuição normal e, por outro lado, a comparação das distribuições dos valores do logaritmo da área ardida para o cenário b1 (a1b) com as do clima presente, revela um aumento da média do logaritmo da área ardida de Julho e Agosto de 11% (28%), enquanto o desvio-padrão se mantém praticamente inalterado (aumenta cerca de 25%). As estimativas obtidas devem ser interpretadas com precaução mas, a abordagem desenvolvida aponta consistentemente para um aumento do risco de incêndio nas condições climáticas futuras, uma maior variabilidade inter-anual e uma mais elevada probabilidade de ocorrência de incêndios de grande dimensão.
Descrição: Tese de mestrado, Ciências Geofísicas (Meteorologia), Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2010
URI: http://hdl.handle.net/10451/5357
Appears in Collections:FC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
ulfc096343_tm_Tomás_Menezes.pdf1,41 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia