Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Letras (FL) >
FL - Teses de Doutoramento >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/544

Title: Modernismo tardio : os romances de José Cardoso Pires, Fernanda Botelho e Augusto Abelaira
Authors: Oliveira, Marcelo Gonçalves, 1970-
Advisor: Lepecki, Maria Lúcia, 1940-
Keywords: Pires, José Cardoso, 1925-1998
Botelho, Fernanda, 1926-2007
Abelaira, Augusto, 1926-2003
Romance português - séc.20
Modernismo - Portugal
Análise literária
Teses de doutoramento - 2009
Issue Date: 2008
Abstract: O fim do debate sobre o pós-moderno, que levou a uma profunda reavaliação do conceito de modernismo, abriu o caminho para uma reapreciação das suas diferentes manifestações a nível internacional. Um conceito-chave que emergiu graças à disputa foi modernismo tardio , noção que aponta para a continuação de impulsos modernistas pelo menos até à década de 70 do século XX. Na realidade, as histórias da literatura portuguesa publicadas recentemente tendem a assinalar a existência de dois períodos distintos na segunda metade do século: de 1950 a 1974 e de 1974 a 2000 o último normalmente associado à emergência de tendências pós-modernas e o primeiro descrito como uma espécie de período de transição entre o neo-realismo e a literatura que desponta a partir de 1974. Vários ensaístas, contudo, como Eduardo Lourenço, Liberto Cruz, Nelly Novaes Coelho, Maria Lúcia Lepecki e Fernando Guimarães, desde os anos 60 assinalaram a especificidade da ficção portuguesa desse período intermédio, apontando para a existência de um impulso claramente modernista na literatura que começa a se afirmar a partir de 1950 sem, contudo, utilizarem a palavra modernismo para a descrever. O propósito deste trabalho é demonstrar que a ficção produzida em Portugal por vários escritores cuja obra começa a surgir (ou a se afirmar definitivamente) na década de 50 do século passado revela a configuração temporal básica e características distintivas do modernismo, instituindo um período específico na literatura portuguesa do século XX um período que denominaria de Modernismo Tardio. De modo a demonstrar essa tese, os romances de José Cardoso Pires, Fernanda Botelho e Augusto Abelaira são aqui analisados em termos das concepções temporais neles configuradas uma abordagem que revelará igualmente que, mesmo ao considerarmos as mudanças detectadas nos seus romances após 1974, as suas coordenadas temporais permanecerão essencialmente intactas ao longo do seu percurso.
The end of the postmodern debate, which forced a profound revaluation of the concept of modernism, has cleared the way for a reapreciation of its different international manifestations. A key-concept that emerged in the wake of the dispute was late modernism , a concept that refers to the continuation of specifically modernist impulses at least until the 1970s. In fact, recent histories of 20th century Portuguese literature tend to signal two different periods in the second half of the century: from 1950 to 1974 and from 1974 to 2000 - the latter usually associated with the emergence of postmodernist tendencies and the former described as a sort of transitional period, between new realism and the literature that would emerge after 1974. Several essayists, however, such as Eduardo Lourenço, Liberto Cruz, Nelly Novaes Coelho, Maria Lúcia Lepecki and Fernando Guimarães, have since the 1960s emphasized the specificity of the fiction of this middle period, signalling the existence of clearly modernist impulses in the literature that started to assert itself after 1950 - without, however, using the word modernism to describe it. The purpose of this work is to demonstrate that the fiction produced in Portugal by writers who start to appear (or to finally assert themselves) in the 1950s reveal the basic temporal configuration and distinctive features of modernism, thus constituting a specific period in 20th century Portuguese literature a period that I would call Late Modernism. In order to demonstrate this thesis, the novels of José Cardoso Pires, Fernanda Botelho and Augusto Abelaira are analyzed in terms of the temporal conceptions configured in their writing an approach that will also reveal that, even considering the changes detected in their works after 1974, their basic temporal coordinates will remain essentially intact.
Description: Tese de doutoramento, Estudos de Literatura e de Cultura (Estudos Portugueses), Universidade de Lisboa, Faculdade de Letras, 2009
URI: http://catalogo.ul.pt/F/?func=item-global&doc_library=ULB01&type=03&doc_number=000557747
http://hdl.handle.net/10451/544
Appears in Collections:FL - Teses de Doutoramento

Files in This Item:

File Description SizeFormat
18722_ulsd_re378_CAPA.pdf125.69 kBAdobe PDFView/Open
Restrict Access. You can request a copy!
18723_ulsd_re378_MODERNISMO_TARDIO.pdf3.19 MBAdobe PDFView/Open
Restrict Access. You can request a copy!
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE