Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Ciências (FC) >
FC - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/5510

Title: Fitoplâncton das albufeiras do Divôr, Monte Novo e Pêgo do Altar: contribuição para o estudo da qualidade da água
Authors: Viegas, Vera Lúcia dos Reis, 1983-
Advisor: Brotas, Vanda, 1958-
Coutinho, Maria Teresa Pereira
Keywords: Ecossistemas aquáticos
Qualidade da água
Fitoplâncton
Albufeira do Divor - Portugal
Monte Novo - Portugall
Pêgo do Altar - Portuga
Issue Date: 2010
Abstract: Com o aumento da população humana a utilização da água doce aumenta. segundo uma curva exponencial. Devido a este facto, a água doce representa um recurso limitado. Ao longo dos anos, devido à utilização de pesticídas e adubos na exploração agro-pecuária e aos efluentes domésticos e industriais, as massas de água têm vindo a receber uma carga excessiva de material sólido, de matéria orgânica e de nutrientes, em particular, de azoto e fósforo que conduzem ao processo de eutrofização com progressiva deterioração da qualidade da água. Deste modo, é essencial preservar a qualidade das massas de água, através da sua monitorização. A classificação do “estado ecológico” é efectuada com recurso a indicadores de qualidade hidromorfológica, físico-química e biológica. O fitoplâncton é um dos indicadores de qualidade biológica utilizado na classificação do estado ecológico dos Lagos e massas de água fortemente modificados – Albufeiras. Segundo a Directiva Quadro da Água, a avaliação da qualidade ecológica deve ser feita com base no estudo da comunidade fitoplanctónica, nomeadamente no que refere a biomassa, a composição e abundância e a intensidade e frequência de florescências fitoplanctónicas (blooms). Este trabalho contemplou o estudo da comunidade de fitoplâncton em três albufeiras do Alentejo, Divor, Monte Novo e Pêgo do Altar, através da sua análise qualitativa e quantitativa, de modo a contribuir para uma avaliação da qualidade das suas massas de água. Pretendeu-se ainda estabelecer uma comparação entre os resultados obtidos neste trabalho e os de estudos efectuados pelo IPIMAR nestas mesmas albufeiras. Os resultados revelaram que as Cyanobacteria foram o grupo dominante no fitoplâncton das três albufeiras estudadas. A comparação com resultados de estudos anteriores revela que os grupos das Cyanobacteria e das Chlorophyceae, continuam a ser os mais representativos do fitoplâncton, nestas albufeiras. Verificou-se ainda a ocorrência de espécies de Cyanobacteria potencialmente tóxicas, em duas das albufeiras: no Divor observou-se a presença de Microcystis aeruginosa e no Pêgo do Altar, um "bloom" de Aphanizomenon flos-aquae. Em todas as albufeiras se registaram espécies que não tinham sido observadas anteriormente, pertencendo na sua grande maioria às Chlorophyceae. Com base nos valores de biomassa e Disco de Secchi encontrados poder-se-á classificar o Divor e o Pêgo do Altar como sistemas eutróficos e o Monte Novo no limite superior de Mesotrofia.
As the human population increases the consumption of fresh water increases, present an exponential curve. Therefore, fresh water is a limited resource. Because of the use of pesticides and fertilizers throughout the years in farming together with domestic and industrial wastes, the water masses have been polluted with an excess of nutrients, solid matter and organic compounds. These phenomena lead to the deterioration of the water quality resulting in an excessive accumulation of nutrients, particularly nitrogen and phosphorus which are essential for eutrophication. Consequently, it is essential to monitor the quality of water in order to preserve it. The classification of the ecological status is done taking into account hydromorphological, physicochemical and biological indicators of quality. Phytoplankton is one of the biological quality indicators, that is used when classifying the ecological status of water masses from lakes and from strongly modified water bodies – reservoirs. The Water Framework Directive establishes three attributes for the evaluation of the ecological quality of the phytoplanktonic communities: the phytoplanktonic biomass, the composition and abundance of phytoplankton and the intensity and frequency of the florescence emitted by the phytoplankton (blooms). This work will consist in the investigation of the water quality of three reservoirs (Divor, Monte Novo e Pego do Altar) using quantitative and qualitative analyses of phytoplankton. A second aim will consist in establishing a correlation between the obtained results and the results of other studies performed in the same reservoirs by IPIMAR. The results show that Cyanobacteria constitute the dominant group of the phytoplankton of the three studied reservoirs. Previous studies also show that the Cyanobacteria and Chlorophyceae are the most prevalent groups in the same reservoirs, supporting the data obtained in this study. It was also possible to observe that potentially toxic species of cyanobacteria were present in two reservoirs: Microcystis aeruginosa was detected in Divor and a bloom of Aphanizomenon flos-aquae in Pêgo do Altar. There were also detected species that have not been previously observed and they mainly belonged to the Chlorophyceae family. Based on the biomass values and Secchi disks, Divor and Pêgo do Altar can be classified as eutrophic systems whereas Monte Novo is on the verge mesotrophism.
Description: Tese de mestrado. Biologia (Biologia Humana e Ambiente). Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2010
URI: http://hdl.handle.net/10451/5510
Appears in Collections:FC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
ulfc099822_tm_vera_viegas.pdf3.1 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE