Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Ciências (FC) >
FC - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/5517

Título: Maltrato entre alunos do ensino básico
Autor: Quental, Ana Carina Tavares
Orientador: Veiga, Feliciano Henriques, 1952-
Palavras-chave: Maltrato
Vitimação
Agressividade
Bullying
Rendimento escolar
Teses de mestrado - 2009
Issue Date: 2009
Resumo: Em virtude da sua complexidade e relevância científica, a violência tem sido objecto de diversos estudos na contemporaneidade, as situações violentas têm vindo a aumentar a consternação da comunidade escolar, sendo importante proceder a uma clarificação do tema. A vitimação infanto-juvenil caracteriza-se como objecto de maus-tratos, em crianças e adolescentes que são dominados, explorados e oprimidos por aqueles que deveriam protegê-los de qualquer acto de violência. Este estudo teve como objectivo geral conhecer a problemática do bullying, comportamentos de vitimação, agressão e comportamentos disruptivos entre pares em ambiente escolar, em duas escolas do Concelho da Amadora. Mais especificamente, o estudo aqui apresentado incidiu nas seguintes questões de estudo: Q1 Como se distribuem os alunos por aspectos específicos da vitimação, em termos de baixa ou elevada ocorrência? Q2 -Será que existem diferenças na vitimação entre alunos com rendimento escolar baixo e alto? Q3-Que relação existe entre os aspectos da vitimação e os aspectos da disrupção do aluno? Q4-Que relação existe entre os itens da agressividade e os aspectos da disrupção do aluno? Q5-Como se correlaciona a vitimação com o ano de estudo desejado pelos alunos? Q6-Será que existem diferenças significativas na vitimação entre alunos com rendimento escolar baixo e alto a matemática e a Língua Portuguesa? Q7-Será que existem diferenças significativas na vitimação entre alunos e o rendimento total escolar? A amostra foi constituída por alunos do 4º e 6º anos de escolaridade, num total de 351 sujeitos. Para a avaliação da vitimação, foi utilizada a metodologia quantitativa, recorreu-se à adaptação portuguesa da “Peer Victimization Scale” (Veiga, 2007). Trata-se de uma escala multidimensional com qualidades psicométricas estudadas. A análise dos resultados permitiu encontrar diferenças nas dimensões da vitimação, em função das variáveis consideradas, correlações estatisticamente significativas entre os itens da vitimação e da agressividade nos resultados diferenciais, verificou-se que os alunos com notas mais baixas nas disciplinas fundamentais foram os que tiveram mais vitimação, sendo a violência física e verbal a mais utilizada. O estudo inclui a discussão dos resultados e a sua comparação com outras investigações, remetendo para a necessidade de novas pesquisas, em função de novas variáveis e ao longo da escolaridade.
Due to its complexity and relevance for science, violence has been the subject of several studies in the contemporary world, violent situations have increased the consternation of the school community, this way it is important to clarify the issue. The juvenile victimization is characterized as the subject of abuse as children and teenagers/adolescents who are dominated, exploited and oppressed by those who should protect them from any act of violence. This study aimed to know the general problem of bullying, victimization behaviours, aggression and disruptive behaviour among peers in school, in two schools in the Municipality of Amadora. More specifically, the study presented here assessed the following issues: Q1: What is the breakdown of students by specific aspects of victimization in terms of low or high results? Q2: Are there differences in victimization among students with low academic performance and high? Q3: What is the relationship between aspects of victimization and aspects of disruption of the student? Q4: What is the connection between the items of aggression and aspects of disruption of the student? Q5: How is the victimization correlated with years of study desired by the students? Q6: Are there significant differences in victimization among students with low and high grades income and high in school mathematics and Portuguese? Q7: Are there significant differences in victimization among students and overall school performance? The sample included students of 4 and 6 years of schooling, a total of 351 individuals. For the evaluation of victimization, we used a quantitative methodology, making use of the Portuguese adaptation of "Peer Victimization Scale" (Veiga, 2007). It is a multidimensional scale with studied psychometric qualities. The results allowed to find differences in the dimensions of victimization, depending on the variables considered, statistically significant correlations between items of victimization and aggression in the differential results, it was found that students with lower scores in basic subjects were victimized the most, and physical violence and verbal the most used. The study includes a discussion of the results and their comparison with other investigations, citing the need for further research, according to new variables and lifelong education.
Descrição: Tese de mestrado, Educação (Formação Pessoal e Social), Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2009
URI: http://hdl.handle.net/10451/5517
Appears in Collections:FC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
ulfc095865_tm_Ana_Carina_Quental.pdf573,15 kBAdobe PDFView/Open
Restrict Access. You can request a copy!
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia