Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Ciências (FC) >
FC - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/5601

Título: Leishmaniose visceral em salinas da Margarida, área do Recôncavo baiano, Brasil
Autor: Camargo, Juliana Christensen de, 1983-
Orientador: Magalhães, Pricila Brito
Rebelo, Maria Teresa Ferreira Ramos Nabais de Oliveira, 1964-
Palavras-chave: Leishmaniose visceral
Kala-Azar
Doenças infecciosas
Mangal
Brasil
Teses de mestrado - 2011
Issue Date: 2011
Resumo: A Leishmaniose visceral humana (LVH) é reconhecida como uma importante doença infecciosa emergente em muitas áreas do mundo. Recentemente, a ocorrência de LVH na periferia de grandes centros urbanos tem causado preocupação de saúde pública. É uma doença insidiosa, com espectro amplo, variando desde a infecção assintomática a casos com doença grave. Já foi descrita em diversos tipos de ambientes e climas, entretanto, somente em Salinas da Margarida foi identificado ocorrência de casos em mangal. Assim, este estudo teve como objetivos identificar os casos de Leishmaniose visceral humana (LVH) entre 2004 e 2008 no município de Salinas da Margarida, Bahia, Brasil. Analisar as modificações ambientais ocorridas entre 2003 e 2010, período de intensa urbanização no município, e suas influências no aumento dos casos de LVH nas regiões de maior ocorrência da doença no município. O surto ocorreu em 2004, onde 26 casos foram identificados. Cerca de 69,2% dos casos ocorreram no Distrito de Encarnação, seguido de Salinas (sede) (20,8%). Todos os pacientes foram diagnosticados pela demonstração parasitológica de Leishmania sp.. Foram capturados flebótomos (Lutzomyia longipalpis) em metade das casas (13/26) onde os pacientes moravam. Avaliou-se 96 casos entre 2004 e 2008. Cerca de 60% dos domicílios tinham cães e em metade das residências foi encontrado flebótomos numa única tentativa de captura. O comparativo de imagens de 2003 e 2010 demonstrou que houve um grande avanço imobiliário nas regiões de Encarnação e Salinas (sede), áreas de maior número de casos. A carcinicultura, a actividade turística e o acumulo de matéria orgânica, aliado ao péssimo saneamento básico, foram os fatores identificados que mais contribuíram para a proliferação das larvas de flebótomo. Neste estudo foi demonstrado que a ocupação urbana feita sem um planejamento urbano é uma grande responsável pelo avanço da Leishmaniose visceral na região. No entanto, as implicações destas evidências devem ser mais aprofundadas no futuro.
The Human visceral leishmaniasis (LVH) is recognized as an important emerging infectious disease in many areas of the world. Recently, the occurrence of LVH in the outskirts of large urban centers has caused concern to public health. It is an insidious disease, with broad spectrum, ranging from asymptomatic infection to cases of serious illness. It has been described in many types of environments and climates, however, only in Salinas da Margarida was identified occurrence of cases in mangrove. Thus, this study aimed to identify cases of Human visceral leishmaniasis (LVH) between 2004 and 2008 in the town Salinas da Margarida, Bahia, Brazil. Analyze the environmental changes that occurred between 2003 and 2010, a period of intense urbanization in the city, and their influence on the increase of cases of LVH in the regions of highest incidence of disease in the town. The outbreak occurred in 2004, where 26 cases were identified. About 69.2% of cases occurred in the District of Encarnacao, followed by Salinas (headquarters) (20.8%). All patients were diagnosed by parasitological demonstration of Leishmania sp. There were sand flies captured (Lutzomyia longipalpis) in half of the homes (13/26) where the cases were found. There were 96 cases evaluated between 2004 and 2008. About 60% of households had dogs and in half of the homes was found sandflies in a single attempt to capture. The comparison of images from 2003 and 2010 showed that there was a major property advance in the areas of Encarnação and Salinas (headquarters), areas with the highest number of cases. Shrimp farming, tourism and the accumulation of organic material, coupled with poor sanitation, were the identified factors that contributed most to the spread of thesandfly larvae. This makes it possible to recognize that the urban occupation made without an urban planning is a big cause for the progress of visceral leishmaniasis in the region. The implications of these findings should be further studied.
Descrição: Tese de mestrado. Biologia (Ecologia e Gestão Ambiental). Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2011
URI: http://hdl.handle.net/10451/5601
Appears in Collections:FC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
ulfc092730_tm_juliana_camargo.pdf4,34 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia