Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Instituto de Educação (IE) >
GI Avaliação Educacional (IE-GIAE) >
IE - GIAE - Capítulos de Livros >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/5665

Title: Narrativas biográficas na formação inicial de professores de Matemática: Reflexões a partir de um olhar retrospectivo
Authors: Fernandes, Domingos
Keywords: Formação de Professores
Formação Inicial
Educação Matemática
Biografias
Método Biográfico
Narrativas
Didática da Matemática
Práticas de Professores
Narrativas Biográficas
Issue Date: 2011
Publisher: Editora da Universidade Federal da Bahia
Citation: Fernandes, D. (2011). Narrativas biográficas na formação inicial de professores de Matemática: Reflexões a partir de um olhar retrospectivo. In E. C. de Souza (Org.), Memória, (auto)biografia e diversidade: Questões de método e trabalho docente, pp. 115-160. São Salvador; BA: Editora da Universidade Federal da Bahia.
Abstract: Os programas de formação inicial de professores têm de criar oportunidades para que os jovens possam analisar e refletir sobre uma variedade de aspectos tais como as suas concepções acerca da disciplina que vão ter de ensinar, do ensino, da educação em geral, da aprendizagem, da avaliação e da escola. Os jovens, futuros professores, têm ainda de ser ajudados a desenvolver um sofisticado conjunto de conhecimentos (e.g., pedagógicos, científicos, curriculares) no contexto da sua formação inicial. Além disso, têm de ser acompanhados e apoiados nas experiências formativas que as práticas lhes proporcionam. Aqui é fundamental que aprendam a mobilizar, integrar e utilizar conhecimentos que os ajudem a resolver os problemas que decorrem dos processos de aprendizagem, ensino e avaliação. É no confronto com as práticas que, muitas vezes, os jovens professores podem atribuir um real significado às suas concepções, às suas experiências passadas e presentes e aos seus conhecimentos. Por isto mesmo, parece mais uma vez fazer sentido que a narrativa dos jovens professores, e, em particular, a sua narrativa biográfica, possa constituir um poderoso processo formativo porque os leva a posicionar-se perante os seus sistemas de concepções, atitudes e conhecimentos e perante o meio social e coletivo em que se desenvolvem profissionalmente. Através da formação inicial, os jovens, futuros professores de matemática, podem compreender que ensinar, ou ser um profissional do ensino, é bem mais do que uma questão de intuição, mais ou menos apoiada nas experiências de cada um, ou de senso comum. Ou seja, a formação inicial pode ser um tempo particularmente importante para que os jovens compreendam a relevância da reflexão e da formação no seu desenvolvimento profissional. Ora, nesta perspectiva, também parece ser evidente a importância das narrativas biográficas. Parece-me ainda interessante mencionar a relevância que, na formação inicial de professores, poderão assumir as suas experiências formativas, ou seja, aquelas experiências que estão normalmente na base das suas ações e decisões futuras, e das quais destaco aqui as seguintes: a) as experiências como aluno dos ensinos básico e secundário; b) as experiências obtidas no curso de formação inicial numa universidade ou numa instituição similar; e c) as experiências que ocorrem nos estágios pedagógicos, ainda enquadradas pelo contexto da formação inicial. O desenvolvimento das concepções e conhecimentos dos professores passa necessariamente pela qualidade e profundidade das reflexões que forem capazes de fazer acerca destas experiências. Repare-se que reviver as experiências enquanto aluno de uma escola do ensino básico e secundário, através da narrativa de natureza biográfica, pode desocultar acontecimentos, fases e pessoas críticas que se venham a revelar fundamentais para a compreensão de concepções e ações do presente. O trabalho que aqui apresento é fundamentalmente uma síntese de artigos que escrevi em 1995, sem que eu, nesta altura, tenha feito qualquer alteração no seu conteúdo. Nestas condições, é importante que o leitor tenha em mente que, para além da introdução e da última seção, redigidas em 2009, tudo o resto é material reescrito dos referidos artigos, elaborados há cerca de 15 anos.
Peer Reviewed: yes
URI: http://hdl.handle.net/10451/5665
ISBN: 978-85-232-0769-4
Appears in Collections:IE - GIAE - Capítulos de Livros

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Narrativas biográficas na Formação Inicial de Professores.pdf1.02 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE