Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Letras (FL) >
FL - Teses de Doutoramento >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/568

Título: A ocupação romana do Algarve : estudo do povoamento e economia do Algarve central e oriental no período romano
Autor: Taveira, Catarina Ferrer Dias Viegas,1967-
Orientador: Arruda, Ana Margarida,1955-
Palavras-chave: Teses de doutoramento - 2009
Issue Date: 2009
Resumo: The present dissertation researches and analyses the economic rythms and patterns in the Roman towns of Ossonoba (Faro), Balsa (Quinta de Torre de Ares) and Baesuri (Castelo de Castro Marim) in southern Portugal, from the 2nd century bC until the 7th century AD. It seeks to determine the evolution of the imports and consumption pattern and to analyse different aspects of the agricultural and industrial production in a local and regional extent, based on very diversified sets of sources such as the imported fine table ware and foodstuff transported in amphorae, without forgetting the critical reading of literary sources and of both epigraphic and numismatic data. The imports pattern of the three urban centers are compared among themselves in such a way as to determine the commercial dynamic and economic evolution of the today's Algarve. We also seek to provide comparisons with other regions, seeking to integrate southern Lusitania in the broader context (economic, politic and cultural) of the inter provincial relations during the Roman period. This study also allows for a better understanding of the specific context of the importations of each phase of the Roman period in each town. It contributes to the knowledge and the discussion of the political and administrative framework of central and eastern Algarve. Epigraphic data had already stressed the relevance of Ossonoba during Augustus reign, but towns like Balsa and Baesuri also knew intense activity during the second half and the end of the 1st century AD. These towns were fully integrated in the established commercial routes that were based in the port of Gadir and were, as observed in previous periods, they were strongly integrated in the economy of the neighbour Baetican province. This integration will only be sligtly modified in Late Roman period by the increase of local and regional lusitanian production as well as the North African imports.
A presente dissertação estuda os ritmos da vida económica dos núcleos urbanos de Ossonoba (Faro), Balsa (Quinta de Torre de Ares) e Baesuri (Castelo de Castro Marim), desde oséc. II a.C. até ao séc. VII d.C. Partindo de uma base documental muito diversificada, constituídasobretudo pelos conjuntos de cerâmica de mesa importada e de produtos alimentarestransportados em ânforas, sem esquecer igualmente a leitura crítica das fontes escritas, dos dadosepigráficos e numismáticos, procurou-se estabelecer o faseamento da importação e consumonestes núcleos urbanos do Algarve romano, analisando-se igualmente diversos aspectos daprópria produção agrícola e artesanal de âmbito local e regional.Os padrões de importação dos três núcleos urbanos são comparados entre si, de forma deobter elementos sobre a dinâmica evolutiva do território algarvio, sendo igualmente confrontadoscom os dados de outras regiões, procurando-se integrar o sul da Lusitania no quadro das relações(económicas, políticas, culturais) inter provinciais no período romano, e imediatamente posterior.O estudo que efectuei permitiu compreender melhor o contexto específico dasimportações de cada período em cada sítio, o que possibilitou discutir alguns aspectos do quadropolítico-administrativo romano do Algarve central e oriental. Se a epigrafia já apontava para ofacto de Ossonoba ter adquirido uma importância considerável ainda em época de Augusto, tudoindica que os núcleos urbanos de Balsa e Baesuri se encontrassem em pleno desenvolvimentodurante a segunda metade do séc. I e mesmo nos finais dessa centúria. As cidades estavamplenamente integradas nas rotas comerciais estabelecidas, tendo por base o porto de Cádis eregistam, tal como em períodos anteriores, uma forte integração na economia da provínciavizinha, a Bética, integração essa que apenas se dilui no período Baixo Imperial, com a crescenteimportância da produção à escala local/regional lusitana e das importações norte africanas.
Descrição: Tese de doutoramento, História (Arqueologia), Universidade de Lisboa, Faculdade de Letras, 2009
URI: http://catalogo.ul.pt/F/?func=item-global&doc_library=ULB01&type=03&doc_number=000557724
http://hdl.handle.net/10451/568
Appears in Collections:FL - Teses de Doutoramento

Files in This Item:

File Description SizeFormat
18359_ulsd_re377_Vol.I_texto.pdf176,32 MBAdobe PDFView/Open
18360_ulsd_re377_Anexos.pdf202,75 kBAdobe PDFView/Open
18361_ulsd_re377_Base_de_dados.pdf1,07 MBAdobe PDFView/Open
19938_ulsd_re377_Estampas_I.pdf65,11 MBAdobe PDFView/Open
19939_ulsd_re377_Estampas_II.pdf96,58 MBAdobe PDFView/Open
19940_ulsd_re377_Estampas_IIII.pdf41,43 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE