Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Medicina (FM) >
FM - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/5683

Título: Ajustamento mental da mulher com cancro de mama
Autor: Tavares, Andreina Gonçalves, 1982-
Orientador: Nave, Filipe
Barbosa, António, 1950-
Palavras-chave: Cuidados paliativos
Ansiedade
Depressão
Transtornos de adaptação
Neoplasias da mama
Teses de mestrado - 2011
Issue Date: 2010
Resumo: Este estudo pretende identificar a relação que existe entre o ajustamento mental ao cancro, a personalidade e os níveis de ansiedade e depressão em mulheres com cancro de mama, submetidas a tratamentos. Com metodologia quantitativa, não experimental, trata-se de um estudo descritivo-correlacional, cujo instrumento de colheita de dados é composto por quatro partes: um questionário de dados sócio-demográficos e contextuais, o Inventário de Personalidade dos Cinco Factores, a Escala de Ansiedade e Depressão Hospitalar e a Escala Reduzida de Ajustamento Mental ao Cancro. Os resultados obtidos realçam que 26,4% das mulheres apresentam perturbações de ansiedade e 9,1% apresentam perturbações de depressão. A estratégia de ajustamento mental ao cancro mais utilizada é a preocupação ansiosa e o espírito de luta é a estratégia a que menos recorrem. Para além disso, obteve-se que a idade, habilitação literária, antecedentes pessoais de depressão e personalidade relacionam-se com os níveis de ansiedade e depressão e com o ajustamento mental ao cancro e, ainda, que os níveis de ansiedade e depressão relacionam-se com as estratégias de ajustamento mental adoptadas pelas mulheres. Como dados mais significativos, quanto maior a idade maior o risco de depressão e a utilização da estratégia fatalismo; quanto menor a habilitação literária maior o risco de depressão e o recurso à estratégias de adaptação passivas; os níveis de ansiedade são superiores nas mulheres com história pessoal de depressão; existe correlação estatística significativa entre a ansiedade e depressão e os traço de personalidade; a história de depressão relaciona-se com o uso de estratégias passivas e, ainda, os traços de personalidade relacionam-se com as estratégias de adaptação.
This study aims to identify the relationship between mental adjustment to cancer, personality and levels of anxiety and depression in women with breast cancer, undergoing treatments. With quantitative methodology, not experimental, it is a descriptive-correlational study, whose instrument of data collection consists in four parts: a socio-demographic and contextual questionnaire, the Personality Inventory of Five Factors, Hospital Anxiety and Depression Scale and Mental Adjustment to Cancer Scale. The results highlight that 26.4% of women have anxiety disorders and 9.1% have depressive disorders. The strategy of mental adjustment to cancer most often used is anxious preoccupation and fighting spirit is the approach less used. In addition, it was found that age, qualification, personal history of depression and personality relate to the levels of anxiety and depression and mental adjustment to cancer and also that levels of anxiety and depression are related to the mental adjustment strategies adopted by women. Like most significant data, the higher the age the greater the risk of depression and use of fatalism as a strategy. Lower levels of qualification indicate an increased risk of depression and the use of passive coping strategies; anxiety levels are higher in women with a personal history of depression. There is a significant statistical correlation between anxiety and depression and personality traits. The history of depression is related to the use of passive strategies and also the personality traits are related to adaptation strategies.
Descrição: Tese de mestrado, Cuidados Paliativos, Faculdade de Medicina, Universidade de Lisboa, 2011
Arbitragem científica: yes
URI: http://hdl.handle.net/10451/5683
Appears in Collections:FM - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
616415_Tese.pdf3,88 MBAdobe PDFView/Open
Restrict Access. You can request a copy!
616415_Errata.pdf145,85 kBAdobe PDFView/Open
Restrict Access. You can request a copy!
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE