Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Medicina (FM) >
Instituto de Medicina Preventiva (FM-IMP) >
FM-IMP-Artigos em Revistas Nacionais >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/5697

Título: Percepção da doença cardíaca e cerebral e dos factores de risco cardiovasculares em Portugal : estudo AMALIA
Outros títulos: Self-reported cerebrovascular and heart diseases and cardiovascular risk factors in Portugal : the AMALIA Study
Autor: Macedo, Ana
Santos, Ana
Rocha, Evangelista
Perdigão, Carlos
Palavras-chave: Prevalence
Self-reporting
Cerebrovascular disease
Coronary heart disease
Risk factors
Atherosclerosis
Issue Date: 2008
Editora: Sociedade Portuguesa de Cardiologia
Citação: Rev Port Cardiol 2008;27(5):569-580
Resumo: Introduction: There is a high prevalence of cardiovascular diseases and associated risk factors in the European population. In order to decrease their incidence, it is necessary to adopt healthy lifestyles and to apply appropriate therapeutic measures. There is therefore a need to inform, to motivate, and to evaluate attitudes and the effectiveness of the measures put into practice. Objectives: The study’s main objective is to determine the prevalence of the main clinical manifestations of ischemic heart and cerebrovascular diseases, as well as cardiovascular risk factors, according to how they are perceived, and to evaluate consumption of health resources (such as hospitalization and medication). Secondary objectives are to characterize work absenteeism and the quality of life of those surveyed. Study design: Cross-sectional study, using a structured questionnaire in a direct interview. Population: 38,000 individuals of both genders, aged 40 years or more. Study location: Randomly selected municipalities in seven Portuguese regions. Measurements: The questionnaire covers sociodemographic variables, cardiovascular risk factors and diseases, use of medication and health care services (hospitalizations, medical appointments and diagnostic exams) for the treatment and follow-up of these pathologies, and also quality of life. Quality control: Morbidity data were validated through a pilot study involving 500 individuals from Lisbon, Porto and Leiria. These individuals were requested to fill in the questionnaire, and their blood pressure, total cholesterol level, weight, height, and hip and waist circumference are assessed. Conclusions: Despite its limitations, which include the evaluation of diseases based on self-reporting, the methodology adopted is justified by the advantage of ease of application, notably the need for fewer resources. A health examination survey-type study of this size would be difficult to implement. The evaluation of patients’ perception regarding risk factors, cardiovascular diseases and quality of life may help to define the needs and priorities for cardiovascular disease prevention and treatment, which are essential in order to reduce their incidence.
Introdução: As doenças cardiovasculares e os seus factores de risco são muito prevalentes na população europeia e, para diminuir o seu peso, é necessário adoptar estilos de vida saudáveis e aplicar as medidas terapêuticas adequadas. Para isso, é necessário informar, motivar e avaliar a efectividade das atitudes e medidas postas em prática. Objectivos: O objectivo principal do estudo é determinar a prevalência das principais manifestações clínicas da doença cardíaca isquémica e cerebrovascular e dos factores de risco cardiovasculares, segundo a percepção do indivíduo e avaliar o consumo de recursos de saúde (internamentos, medicação). Como objectivos secundários pretende caracterizar-se o absentismo laboral e a qualidade de vida dos inquiridos. Desenho do estudo: Transversal, com aplicação de questionário estruturado, em entrevista directa. População: Inquiridos 38.000 indivíduos, de ambos os sexos, com a idade de 40 ou mais anos. Local do estudo: Sete regiões do país, em concelhos seleccionados aleatoriamente. Medições: O questionário inclui variáveis sócio-demográficas, factores de risco cardiovasculares, doenças cardiovasculares, com indicação da medicação e utilização dos serviços de saúde (hospitalizações, consultas e meios complementares de diagnóstico) para tratamento ou seguimento destas patologias e questões sobre a qualidade de vida. Inquérito de qualidade: A validação da informação sobre a morbilidade é feita com os dados de um estudo piloto de 500 indivíduos, seleccionados nos distritos de Lisboa, Porto e Leiria, a quem se solicita o preenchimento do questionário e se determina a pressão arterial, o nível de colesterol total, o peso, a altura e os perímetros da anca e cintura. Conclusões: A metodologia adoptada neste estudo, com as limitações próprias da aplicação dum questionário que avalia as doenças com base na declaração dos inquiridos, mesmo que estruturado de modo a aumentar a consistência dos dados, justifica-se pelas vantagens da sua aplicabilidade – menor consumo de recursos. A aplicação de um estudo tipo Health Examination Survey, desta dimensão, é difícil de concretizar. A avaliação da percepção que o doente tem dos factores de risco, das doenças cardiovasculares e da qualidade de vida pode ajudar a definir as necessidades e prioridades de prevenção e tratamento das doenças cardiovasculares – um imperativo para se conseguir diminuir o peso das doenças cardiovasculares.
Arbitragem científica: yes
URI: http://hdl.handle.net/10451/5697
http://www.spc.pt/DL/RPC/artigos/934.pdf
ISSN: 0870-2551
Appears in Collections:FM-IMP-Artigos em Revistas Nacionais

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Doença_cardíaca_cerebral.pdf109,5 kBAdobe PDFView/Open
Restrict Access. You can request a copy!
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE