Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Medicina (FM) >
FM - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/5716

Título: Prevalência de pré-obesidade e obesidade infantil em concelho rural da Ilha da Madeira : perspectivas transgeracionais
Autor: Miranda, Nádia José Gomes Brazão, 1984-
Orientador: Carmo, Isabel do, 1940-
Santo, Osvaldo
Palavras-chave: Doenças metabólicas
Comportamento alimentar
Obesidade
Adolescente
Grupos focais
Teses de mestrado - 2012
Issue Date: 2010
Resumo: Não há dados representativos da obesidade entre crianças e adolescentes no concelho de Santana, zona rural da Ilha da Madeira. Para o estudo dos determinantes transgeracionais, importa compreender como é que estes se associam ao excesso de peso no caso específico das comunidades portuguesas, nomeadamente em contextos rurais e desfavorecidos. Este foi um estudo transversal e observacional, com abordagem mista (quantitativa/qualitativa). Os 450 participantes (censos de alunos do ensino básico e secundário de Santana) foram avaliados quanto a peso e altura. Para a componente qualitativa, a amostragem (intencional) teve por critérios: idade dos alunos, terem ou não obesidade, tempo de convivência com avós, e habilitações literárias dos pais. Realizaram-se 7 focus groups, incluindo 11 famílias (3 com convivência com avós; 5 com alunos obesos). A amostra é constituída por alunos do ensino básico/secundário, entre 10-18 anos, correspondendo a cerca de 84,6% da população (deste grupo etário) residente no concelho de Santana (SESARAM). A prevalência de pré-obesidade é de 19.8% (21.3% entre raparigas; 18.4% entre rapazes). A de obesidade é de 16.2% (16.7% e 15.8%, respectivamente). 33.1% dos alunos convivem com os avós. Entre estes, os valores de obesidade são de 18.1%. Os resultados qualitativos sugerem hipóteses explicativas da maior percentagem de obesidade entre os que convivem com avós. Os contextos sócio-económicos parecem associar-se a diferenças alimentares entre gerações. Os estilos parentais encontrados tendem a promover maior consumo alimentar, independentemente do tipo de alimentos. O discurso dos participantes sugere maior tolerância (de geração para geração) na escolha que as crianças fazem dos alimentos, baseada predominantemente nas preferências organolépticas, sem consideração do valor salutogénico dos alimentos. Dado o estilo progressivamente menos restritivo entre gerações, os jovens escolhem os alimentos de que mais gostam (de entre as alternativas propostas pelos avós e pelos pais), tendencialmente hipercalóricos. Os resultados deste estudo salientam a importância dos avós serem uma população alvo estratégica aquando da definição de programas de prevenção para a obesidade.
There are no representative data on obesity between children and adolescents on Santanta, a rural county in Madeira Island. For the study of transgenerational determinants, it’s important to understand how these associate with overweight in the specific case of portuguese comunities, particularly on rural contexts. This was a cross-sectional and observational study, with a mixed approach (quantitative / qualitative). Participants (census of students in primary and secondary school of Santana) were evaluated for weight and height. For the qualitative component, the sampling (intentional) had by criteria: age of the students, having or not, time spent with grandparents and parents' educational attainment. There were 7 focus groups, including 11 families (3 that spend quality time with grandparents, 5 with obese students). It participated 450 students from the primary/secondary degrees, between 10-18 years, corresponding about 84,55% of the population (in this age group) residing in the Santana (SESARAM). There is a progressively less restrictive style between generations, young people choose the foods they like best (from the alternatives proposed by the grandparents and parents), normally hypercaloric. These results highlight the importance of grandparents being a strategic target population when developing prevention programs for obesity.
Descrição: Tese de mestrado,Doenças Metabólicas e Comportamento Alimentar, Faculdade de Medicina, Universidade de Lisboa, 2012
Arbitragem científica: yes
URI: http://hdl.handle.net/10451/5716
Appears in Collections:FM - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
639394_Tese.pdf1,02 MBAdobe PDFView/Open
639394_ Anexos.pdf1,44 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE