Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/5749
Título: Centros e periferias de um agrupamento por inventar : narrativas de um Conselho Geral Transitório
Autor: Fernandes, Maria Fernanda Pereira, 1959-
Orientador: Carvalho, Luís Miguel, 1960-
Palavras-chave: Administração educacional
Agrupamento de escolas
Micropolítica
Grupos de interesses
Teses de mestrado - 2011
Data de Defesa: 2011
Resumo: A partir da publicação da Resolução do Conselho de Ministros nº 44/2010, de 14 de Junho, implementaram-se no território português um número alargado de novas organizações educativas que agruparam escolas com ensino secundário, com agrupamentos de escolas pré-existentes. O nosso estudo acompanha o período de implementação de um destes Agrupamentos de Escolas (AE), popularmente designados como ‗mega-agrupamentos‘, inserido na Direcção Regional de Educação de Lisboa e Vale do Tejo – o AE Margem (designação fictícia). O estudo centra-se, especificamente, ao nível do órgão a que compete a definição dos instrumentos de direcção e gestão do futuro AE, o Conselho Geral Transitório (CGT), procurando identificar e descrever as representações subjectivas dos membros que integram este órgão. A pesquisa desenvolve-se, assim, em dois eixos orientados para a descrição e análise (i) do processo de constituição do CGT, ao nível da escolha dos diversos corpos representados e (ii) das expectativas diferenciadas quanto à acção deste órgão no procedimento concursal e eleição do director e na definição de escola. O referencial teórico adopta uma definição interpretativa e relacional da organização escolar, pela qual procuramos a sua compreensão enquanto sistema de acção, ultrapassando a rigidez que opõe a estrutura formal e informal e na perspectiva micropolítica de análise do quotidiano escolar e compreensão das dinâmicas de mudança. O estudo permite-nos identificar o advento de um novo centralismo, protagonizado pela escola-sede, que Lima vem identificando como um novo escalão da administração desconcentrada (Lima, 2004; 2011:40); trata-se, porém, de um centralismo funcional e executivo e não de um reforço de autonomia. Pela parte dos actores envolvidos, a concretização desta nova realidade organizacional, implementada durante o ano lectivo de 2010/11, no caso do nosso objecto de estudo, demonstra-se pouco entusiasta, com laivos de rejeição e mero cumprimento burocrático. A recolha de dados realizou-se através de catorze entrevistas (não estruturadas) aplicadas aos protagonistas desta mudança organizacional – doze membros do CGT, a presidente da Comissão Administrativa Provisória (CAP) e a presidente do Conselho Geral (CG) cessante da escola-sede – complementadas com análise documental. As conclusões resultaram de uma ‗triangulação analítica‘ na qual se procedeu à análise das narrativas desenvolvidas pelos membros do CGT de acordo com a metodologia de análise sócio-linguística e análise temática, primeiro no contexto de categoria a posteriori, extraídas do conteúdo da totalidade das entrevistas e, segundo, através da projecção de categorias a priori, oriundas do referencial teórico da nossa pesquisa.
Following the publication of the resolution nº44/2010 on June 14th of the Cabinet Ministers, were implemented in the portuguese territory an enlarged number of educational new organizations that grouped secondary schools, with preexisting school clusters (SC). Our study follows the period of implementation of one of these school clusters, commonly known as ―megaclusters‖, placed under the responsibility of the ‗Direcção Regional de Educação de Lisboa e Vale de Tejo‘ (DRELVT) and hereinafter referred as the SC Margem, (fictitious designation). The study especially focuses on the organ held responsible for defining the instruments of direction and management of the future SC, the ‗Conselho Geral Transitório‘ (CGT), trying to identify and describe the subjective representations of the members integrating it. The research is based upon two axes focusing on the description and analysis of the process leading to the constitution of the (CGT), mainly concerning the selection of the different organs to be represented and the expectations related to the action of this organ in the procedure leading to the election of the new director and the definition of the school. The theoretical model we follow adopts an interpretative and relational definition of the school organization, through which, we seek to understand its function, putting aside the established standards that oppose a formal and informal structure and using micro-politics analysis to understand school on a day-to-day basis and paying close attention to the dynamics of changing. Our study enables us to identify the beginning of a new centralism represented by the central school, identified by Lima as a new step towards a ‗non-centered administration‘ (administração desconcentrada) (Lima, 2004; 2011:40); it is however a functional and executive centralism and not real autonomy. The actors involved in the construction of this new organizational model implemented during 2010/11 show little enthusiasm and even rejection, considering their tasks mere bureaucracy. The collecting of data was held through the contribution of fourteen interviews (non structured ) to the participants of this organizational changing - twelve members of the CGT, the president of the CAP and the ceasing president of the CG -complemented with documental analysis. The conclusions were the result of an ‗analytical triangulation‘ in which the narratives developed by the members of the CGT were analysed using sociolinguistics and thematic methodology; at first were applied a posteriori categories, extracted from the interviews and next a priori categories withdrawn from the theoretical model.
Descrição: Tese de Mestrado, Ciências da Educação (Administração Educacional), Universidade de Lisboa, Instituto de Educação, 2011
URI: http://hdl.handle.net/10451/5749
Aparece nas colecções:IE - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfpie039837_tm.pdf2,02 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.