Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Ciências (FC) >
FC - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/5776

Título: Importância dos polimorfismos do metabolismo da serotonina e da catecol o-metiltransferase na suscetibilidade para a Diabetes Mellitus tipo 2
Autor: Sá, Sandra Marisa da Silva, 1979-
Orientador: Marinho, Cláudia
Dias, Deodália Maria Antunes, 1952-
Palavras-chave: Biologia molecular
Diabetes tipo 2
Polimorfismos
Teses de mestrado - 2011
Issue Date: 2011
Resumo: Introdução: A diabetes mellitus tipo 2 é uma doença metabólica comum caracterizada pela resistência à insulina e pela segregação deficiente de insulina, o que resulta num aumento excessivo de glucose no sangue. A sua fisiopatologia parece envolver interações complexas entre fatores genéticos e ambientais. Por outro lado, a obesidade parece ser o principal fator de risco que associa a diabetes tipo 2 à resistência à insulina. Graças à evolução na compreensão da componente genética da diabetes, a prevenção e as novas terapias podem ter em conta os fatores de risco, ou seja, os genes de suscetibilidade, na história natural da doença (etiologia e progressão), que podem contribuir para o desenvolvimento e gravidade da doença. Vários estudos indicam que o neurotransmissor serotonina, ou 5HT, está envolvido na regulação do apetite e na homeostase energética e que os polimorfismos do seu recetor 5TH2C e do seu transportador 5HTT parecem estar relacionados com aumento de peso. A catecol-O-metiltransferase (COMT) é a enzima responsável pela degradação das catecolaminas (dopamina, epinefrina e norepinefrina). Existem evidências que alterações na atividade da COMT afetam a regulação da quantidade de dopamina e norepinefrina em várias regiões do córtex cerebral, o que parece estar envolvido com uma variedade de alterações de comportamentos que podem levar à obesidade. Objetivo: Com este estudo pretende-se verificar se os polimorfismos genéticos na sequência codificante destas proteínas têm alguma implicação na suscetibilidade e gravidade da diabetes tipo 2, através da comparação da sua frequência num grupo de indivíduos diabéticos e não diabéticos. Métodos: Foi extraído DNA a partir de sangue periférico e amplificado através das técnicas de PCR e PCR-RFLP, num grupo de indivíduos diabéticos e num grupo controlo. A visualização das sequências amplificadas foi feita por eletroforese em gel de agarose. Os dados obtidos foram tratados com o programa informático Primer of Biostatistics. Resultados: Não foi possível estabelecer nenhuma associação entre os polimorfismos estudados e o desenvolvimento da diabetes tipo 2, através da equação de x2. Nenhum dos alelos demostrou ser um fator de susceptibilidade. Conclusão: A Diabetes Mellitus tipo 2 é uma doença multifatorial complexa e por este motivo torna-se muito difícil estabelecer causas para o seu aparecimento. Por ter uma elevada componente genética tentam encontrar-se genes de suscetibilidade que tornem um indivíduo mais vulnerável. É necessário realizar estudos mais abrangentes e que relacionem os genótipos com fatores intermédios para se tentar perceber melhor a sua origem e desenvolver estratégias de prevenção e terapêuticas adequadas.
Introduction: Type II diabetes mellitus is a common metabolic disease characterized by deficient insulin segregation and resistance to the same substance, resulting in an excessive increase of blood glucose. Its pathophysiology seems to involve complex interactions between environmental and genetic factors. On the other hand, obesity seems to be the main risk fator associating type II diabetes to insulin resistance. Actually, Diabetes International Federation predicts that only in Europe, around 52 million people live with diabetes and that every year more than half million deaths occur in individuals between 20 and 79 years of age. Due to developments in understanding the genetic component of diabetes, prevention and new therapies can take into account risk factors, namely the susceptibility genes in the natural history of disease (etiology and progression), which may contribute to the development and disease severity. Several studies report that serotonin or 5HT is involved in the appetite regulation and in the energetic homeostasis and both the polymorphisms from its recetor (5TH2C) and from its transporter (5HTT) seem to be related to weight gain. Catechol-O-methyltransferase (COMT) is the enzyme responsible for catecholamines (dopamine, epinephrine and norepinephrine) degradation. There are evidences that alterations in the COMT activity affect the regulation of dopamine and norepinephrine levels in several regions of the cerebral cortex, which might be involved with several behaviour alterations that can lead to obesity. Objetive: This study aims to investigate whether genetic polymorphisms in the coding sequence of these proteins are implicated in susceptibility and severity of type 2 diabetes, by comparing their frequency in diabetic subjects with and without angiopathy, and a control group, consisting mainly of voluntary blood donors. Methods: DNA was extracted from peripheral blood and amplified through the techniques of PCR and PCR-RFLP. The visualization of the sequences amplified was done by agarose gel electrophoresis. The data obtained were treated with the computer program Primer of Biostatistics. Results: We were unable to establish any association between the polymorphisms studied and the development of type 2 diabetes, using equation of x2. None of the alleles showed be a susceptibility factor. Conclusion: Diabetes Mellitus type 2 is a complex multifactorial disease and for this reason it becomes very difficult to establish the causes of its appearance. By having a high genetic component try to find susceptibility genes that make an individual more vulnerable. It is necessary to conduct more comprehensive studies witch related genotypes with intermediate factors to try to better understand its origin and develop strategies for prevention and therapeutic appropriate measures.
Descrição: Tese de mestrado. Biologia (Biologia Humana e Ambiente). Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2011
URI: http://hdl.handle.net/10451/5776
Appears in Collections:FC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
ulfc092739_tm_sandra_sa.pdf823,62 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE